Início > Adaptação, Animação, Cinema, Desenhos Animados > Crítica: A Dama e o Vagabundo

Crítica: A Dama e o Vagabundo

A Dama e o Vagabundo

A Dama e o Vagabundo

Mais uma vez falo de um grande clássico da Disney e da literatura. O que seria de Titanic e outros filmes românticos onde uma moça rica se apaixona por um rapaz pobre sem o conto da Dama e o Vagabundo? Nada. Em a Dama e o Vagabundo isso nem tanto é o foco do filme. A história é mais sobre Humano X Animal onde o cachorro perde o foco da atenção quando um bebê está chegando. Também fala de matratos e descaso com os animais e o crédito de um cachorro. O filme fala sobre liberdade e a diferença entre a vida de um cachorro com pedigree e um vira-lata. O filme no final das contas fala sobre cachorros. A vida, o carinho, o amor, a solidão, a liberdade e a relação do homem com eles. Claro que o romance entre Dama e Vagabundo sempre será o coração do filme.

Nota 10 para A Dama e o Vagabundo.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é um Clássico da Disney.

Por Akanadin.

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 557 outros seguidores

%d bloggers like this: