A Evolução dos Games – Link

Link Evolution
Link Evolution

Legend of Zelda é o jogo mais incrível de todos os tempos ao lado de Super Mario. Ambos obras-prima da Nintendo. Sempre em TOP 100 Super Mario e Legend of Zelda disputam o primeiro lugar. Não é atoa. Legend of Zelda é um  dos jogos com a melhor história e complexidade. Você pode passar horas jogando devido a dificuldade. Ao lado de Pokemon, Dragon Quest, Final Fantasy e Chrono Trigger, são os melhores jogos de rpg que existem.

Abaixo, uma rápida aula de história sobre Link:

Zelda & Link
Zelda & Link

The Legend of Zelda é uma série de jogos eletrônicos da Nintendo criada em 1986 por Shigeru Miyamoto, o mesmo que criou grandes obras como Mario e Donkey Kong. Os jogos se passam no reino de Hyrule, num ambiente de fantasia. A jogabilidade mistura aventura e ação com elementos de RPG. A série é muito apreciada por suas tramas complexas, quebra-cabeças que são encontrados nos calabouços, jogabilidade e pela superprodução.

O protagonista é o jovem guerreiro Link, cuja missão, na maioria dos jogos, é salvar o reino de Hyrule, a Princesa Zelda e proteger a Triforce, o símbolo deixado pelas deusas, que pode trazer ao mundo uma era de harmonia e prosperidade, mas pode destruí-lo se cair em mãos erradas. Cada um dos triângulos tem um significado diferente, sendo que um significa o poder, atribuído a Ganondorf, um significa a sabedoria, atribuída a Zelda, e um significa a coragem, atribuída a Link. O antagonista é Ganon (Ganondorf). Mas a medida que a série progredia, a velha história do “salve a princesa” era expandida, incluindo por exemplo viagem no tempo.

Para criar o tema de Zelda, Miyamoto se inspirou nas suas andanças como criança em Kyoto, explorando cavernas e florestas, além demitologia nórdica e japonesa. O nome Zelda, segundo o autor, vem da esposa do famoso escritor norte americano Francis Scott Fitzgerald, seu nome completo era Zelda Sayre. Miyamoto disse ter gostado da sonoridade do nome.

The Legend of Zelda, o primeiro capítulo da saga de Link, é lançado no Japão com o nome The Hyrule Fantasy: Zelda No Densetsu. O game não foi lançado em cartucho, e sim na forma de disquete, para rodar no Famicom Disk System, acessório do Famicom que foi lançado somente no Japão.

The Legend of Zelda foi lançado nos Estados Unidos para o console Nintendo Entertainment System (NES). Foi o primeiro game da Nintendo a ultrapassar a marca de um milhão de unidades vendidas na América (excetuando Super Mario Bros, que já vinha com o console), e o primeiro jogo da história a possuir bateria interna para salvar jogos. O jogo foi lançado em duas versões de cartuchos: uma dourada e outra cinza. A dourada foi lançada com um número de cópias limitada. Chegou a vender mais de 6,5 milhões de unidades pelo mundo todo.

Em 1988, foi lançada a continuação, Zelda no Detensu: Rinku no Bouken (Zelda II: The Adventure of Link), no Japão, também exclusivamente para o Famicom Disk System. O jogo mudava o esquema do game anterior, com visão lateral em vez de superior e elementos de jogo plataforma, apesar de desagradar alguns dos fãs do original, ultrapassou a marca de 4,3 milhões de unidades vendidas mundialmente.

The Legend of Zelda: A Link to the Past (Zelda No Densetsu: Kamigami No Triforce), lançado em 1991 é um dos jogos mais populares do console.Esse foi também o primeiro jogo da série no qual haviam 2 mundos diferentes (Dark World e Light World) e viajar entre eles era obrigatório para abrir passagens. O sistema de 2 mundos é muito copiado ultimamente, em jogos como Metroid Prime 2: Echoes. Foi um dos títulos mais vendidos do SNES, com mais de 4,5 milhões de cartuchos pelo mundo.

The Legend of Zelda: Link’s Awakening, o primeiro game Zelda para o portátil Game Boy, é lançado no Japão e nos Estados Unidos em 1993. Mais tarde é lançada para o Game Boy Color uma versão atualizada , intitulada The Legend of Zelda: Link’s Awakening DX (1996). Link’s Awakening vendeu cerca de 4 milhões de cópias.

Para o GBC também foi lançado em 2000 Oracle of Seasons e Oracle of Ages, produzidas em conjunto com a Capcom. Pretendia se fazer uma “Tri-Force Series”, um conjunto de 3 jogos interligados entre si, reduzida a apenas dois (no qual podem se trocar itens e progresso).

A Link to the Past fora portado para o Game Boy Advance em 2002. Junto com o jogo veio um novo Zelda multiplayer, para ser jogado por até quatro jogadores (chamado Zelda: Four Swords). Foi o primeiro jogo da série a apresentar modo multiplayer.

Em janeiro de 2005 foi lançado para o GBA The Legend of Zelda: The Minish Cap, com gráficos cartunescos ao estilo de outro jogo da série:The Legend of Zelda: The Wind Waker. Nesse jogo, o protagonista Link encolhe a um tamanho minúsculo para conhecer uma raça de duendes chamados Minish.

No final de 1998, Zelda chega para o Nintendo 64. The Legend of Zelda: Ocarina of Time é lançado mundialmente para Nintendo 64, recebe aclamação crítica e torna-se rapidamente o game mais vendido do ano de 1998. Até hoje é considerado por muitos como o melhor jogo de todos os tempos, e é o único a tirar nota máxima nos principais sites e revistas de videogame. O jogo inovou na época ao apresentar uma história mais épica e um sistema de mira chamado Z-Targeting, que permitia ao jogador travar a mira em um inimigo ou objeto.

Em 2000, The Legend of Zelda: Majora’s Mask é lançado. Sua história, apesar de ser uma continuação do jogo anterior, tem uma trama diferente (um dos únicos jogos da série em não se basear em Zelda e na busca pela Triforce), no qual Link tem 72 horas para impedir que aLua se choque com Termina, um reino diferente de Hyrule, mas com pessoas muito semelhantes. E esse era um dos únicos dois games do Nintendo 64 a ser obrigatorio o uso do Expansion Pak que adicionava 4MB extra de Ram para melhoria dos gráficos, o outro game era Donkey Kong 64.

Em 2000, é apresentado na Space World (feira de games que acontece todo ano no Japão), um curto vídeo contendo imagens do Zelda para oNintendo GameCube, na cena temos um Link realista, rico em detalhes a duelar com um Ganondorf. Nenhum detalhe sobre o jogo foi apresentado. Algum tempo depois, o novo Zelda para Game Cube é verdadeiramente revelado. O jogo causa muito impacto (na maioria negativo), por apresentar o inverso do visto anteriormente, em vez do Link realista, um jogo que apresentava um visual completamentecartunesco, como um grande desenho animado, fruto do trabalho com filtro cel-shading.

Em dezembro de 2002, o jogo é finalmente lançado no Japão, batizado de The Legend of Zelda: The Wind Waker, que consegue conquistar o público que de inicio havia repudiado seu visual. O game chegou nas Américas no início de 2003.

Já na E3 2004 a Nintendo anuncia que fará um Zelda realmente realista, semelhante a Ocarina Of Time. The Legend of Zelda: Twilight Princess causou um grande impacto entre os fãs da série quando mostrado em vídeo pela primeira vez. O jogo também ganhou uma versão para o Wii. Foi lançado no final de 2006.

Em Março de 2006, a Nintendo anunciou na Game Developers Conference o primeiro Zelda para o portátil Nintendo DS, The Legend of Zelda: Phantom Hourglass, estava marcado para algum período no mesmo ano. Foi adiado e lançado em julho de 2007 no Japão e em outubro nos EUA. A história continua após Wind Waker, com Tetra (o nome da Princesa Zelda enquanto pirata) capturada por um navio assombrado, portanto Link deve salvá-la cruzando mares e derrotando criaturas.

Na GDC de 2009, foi anunciado um novo Zelda para DS, ‘The Legend of Zelda: Spirit Tracks. Com o mesmo estilo gráfico de Phantom Hourglass, o jogo é o primeiro da série a incluir trens, com Link se movendo em um movido por um canhão.

Em 2005, davam-se notícias de que o console sucessor do GameCube, codenomeado “Revolution”, teria um modo de jogabilidade especial com Twilight Princess. Mas na E3 de 2006, a Nintendo anunciou que o console, batizado Wii (antigo Revolution), teria sua própria versão deTwilight Princess, que foi lançada junto com o console em 19 de Novembro de 2006. O jogo de imediato se tornou o mais vendido do console, com uma proporção de 1 jogo em cada 4 compradores de Wii no lançamento do console nos EUA; a crítica também aclamou o jogo.

Durante a E3 2008, Shigeru Miyamoto afirmou que a série Zelda precisa de novas idéias, e que a equipe de produção está trabalhando nisso. Novos jogos para o Wii e DS estão em desenvolvimento.

Link - Ocarina of Time
Link - Ocarina of Time

Cronologia:

  • The Legend of Zelda é o primeiro jogo da série.
  • Zelda II: The Adventure of Link é uma sequência direta, se passa quando Link se aproxima do 16o aniversário.
  • The Legend of Zelda: A Link to the Past foi divulgado como se passando eras antes do duo do NES.
  • The Legend of Zelda: Link’s Awakening é uma sequência de A Link do The Past, com o mesmo Link.
  • The Legend of Zelda: Ocarina of Time se passa séculos antes de A Link to the Past. No final do jogo, Zelda manda Link de volta no tempo, criando duas linhas de tempo: a do “Link adulto” após ser enviado e a do “Link criança” após voltar.
  • The Legend of Zelda: Majora’s Mask segue o mesmo Link de Ocarina of Time após ser enviado de volta no tempo.
  • The Legend of Zelda: Oracle of SeasonsThe Legend of Zelda: Oracle of Ages são conectados por um sistema de códigos, e se passam um após o outro. Podem ser jogados em qualquer ordem. Se passa num período em que a Triforce está no Hyrule Castle e Ganon, morto.
  • The Legend of Zelda: Four Swords foi dito pelo diretor Eiji Aonuma como sendo o título mais antigo da série.
  • The Legend of Zelda: The Wind Waker passa séculos após Ocarina of Time, numa Hyrule inundada. Sabe-se que a cronologia é a do Link adulto porque é citado que o Herói do Tempo desapareceu após vencer Ganon.
  • The Legend of Zelda: Four Swords Adventures se passa num período inespecífico após Four Swords. Se passa antes de A Link to the Pastpor Ganon conseguir no jogo o tridente que ele brande no título do SNES.
  • The Legend of Zelda: The Minish Cap se passa antes de Four Swords, visto que conta as origens do inimigo de Four Swords, Vaati.
  • The Legend of Zelda: Twilight Princess passa um século após Ocarina of Time, supostamente na cronologia do Link criança, porque Ganondorf foi aprisionado em uma dimensão diferente.
  • The Legend of Zelda: Phantom Hourglass é uma seqüência direta de Wind Waker.
  • The Legend of Zelda: Spirit Tracks não foi posicionado ainda, mas tem o mesmo estilo gráfico de Wind WakerPhantom Hourglass e talvez siga o mesmo Link.
Legend of Zelda
Legend of Zelda

História:

A lenda começa quando a princesa Zelda é condenada ao sono perene após ser cometida por uma maldição de um feiticeiro chamado Ganondorf. O Rei impõe então que todas as princesas descendentes deveriam se chamar Zelda. Inicia-se assim, com o enredo de Ocarina of Time (1998, N64), a lenda. Ao final do episódio, a princesa Zelda, com o auxílio dos seis grandes sábios, cria um universo paralelo ao reino de Hyrule, onde Ganondorf é aprisionado e o portal para esse mundo é selado. Meses após os acontecimentos de Ocarina of Time, Link tem sua égua Epona roubada, e seguindo o ladrão, acaba por adentrar em um reino desconhecido, chamado de Termina, e lá descobre que a lua irá colidir com o mundo em três dias. Inicia aí o enredo de Majora’s Mask. Ao que parece, a cronologia de Twilight Princess se desenrola uma era após os acontecimentos das versões do N64, onde Ganondorf, aliado ao Feiticeiro Zant, de Twilight Realm, quebra o selo que divide o mundo de Hyrule com o mundo das sombras, e tenta fundi-los em uma só dinastia, onde os dois seriam os soberanos. Aqui, Link recebe o auxílio de Midna, princesa de Twilight Realm, e ao que parece, uma sombra do que Zelda representa para Hyrule, ao derrotar Ganondorf com a ajuda de Zelda, o feitiço é quebrado e Midna reassume a sua verdadeira forma de princesa. Com relação às cronologias de Wind Waker e Phantom Hourglass, sabe-se que se passam eras após o ocorrido em Ocarina of Time e Twilight Princess, onde Hyrule foi tomada por uma inundação e os presságios de um herói do tempo que usava trajes verdes é passado de geração a geração. Aqui, Ganondorf, que novamente conseguira romper o lacre que o prendia ao universo paralelo, passa a raptar todas as garotas que possuíam orelhas de Hylian, pois desconfia que Zelda se esconde por trás de um disfarce. Quando um pássaro gigante a seu comando rapta a irmã de Link, Arryl, a história se desenrola.

Os títulos das sub-séries OraclesFour Swords seguem cronologia própria, se separando da cronologia oficial. Já a outra cronologia se inicia em The Minish Cap, sucede em Four Swords e encerra em Four Swords Adventure.

Essa cronologia não é oficial e nenhuma outra foi confirmada pela Nintendo

Bom, acho que é suficiente.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é lendário.

Por Akanadin.

Anúncios

9 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s