Top 20: Motivos para dizer – Eu era feliz e não sabia!

Anos 90

Anos 90

Muitos na comu tem menos de 18 anos e a maioria ja cresceu no computador e etc…mas a velha infancia q a galera de + de 18 anos pra cima teve, NUNCA será esquecida….

Foda demais!
• Não existia Orkut
• Garotos de 13 anos usavam roupas remendadas pela mãe
• Mc Donalds custava R$ 4,50
• Biscoito Fofy existia
• Meninas de 11 anos brincavam de boneca
• Meninos de 13 anos assistiam Cavaleiros do Zodiaco e Dragon Ball Z
• Existia Chiquititas e não Rebeldes
• Plutão ainda era um Planeta
• Festas de 15 anos não eram eventos/shows
• As músicas tinham coreografias
• Tênis de luzinha era essencial
• Kinder Ovo era 1 real
• Pessoas REALMENTE se conheciam e não por Orkut
• Maquiagem era coisa de gente grande
• Fotos não eram tiradas para serem colocadas no orkut e sim para recordarem um momento
• Pra saber da vida de alguem só lendo os questionarios que faziamos
• Crianças tinham Tamagotchi e não Celular
• Não existiam emos
• Se mandava cartinhas pra dizer que amava e nao scraps no Orkut
• Merthiolate ardia
• Comprava varios biscoitos da Elma Chips só pra pegar o Tazo
• Dava prazer de ficar em casa aos domingos só pra ver TV

Uma infinidade de coisas. Tudo era melhor na minha opinião.

Claro que: O pessoal da década de 80 dizia que a TV era a melhor sem a violência, preto e branco… 70 diz que brincar na rua foi a melhor fase, não tinha TV e essas procarias… 60 já vem falando que a hora de brincar era a melhor pq não tinha muito tempo então aproveitavam muito. 50 trabalhava e não brincava, então valorizava tudo que tinha. 40, 30, 20, 10, 0, -10 e sempre vão dizer que a sua foi a melhor… Mas me baseio em fatos para fazer a afirmação que estamos em tempos decadentes.

Os tempos mudaram muito. Para pior, na minha opinião. Hoje em dia eu ando na rua e é difícil ver crianças brincando. Apesar de que na minha rua mesmo, sempre tem a mesma turma jogando bola, mas não são crianças. Nada mais de pega-pega, esconde-esconde, tacobol, dribla fura gol, etc… Raramente agora eu vejo isso. Tem criança demais na frente do computador no orkut ou vendo sacanagem. Crianças demais ao celular falando besteira com falsos amigos. Eu também nunca mais vi uma briga. Uma briga mesmo. Porrada! Quando eu era moleque, gostava de brincar de porrada mesmo. Brutalidade. Quando eu era moleque ficava ralado, machucado, sujo, suado, era ótimo. Sentia-me realmente vivo. Hoje, temos crianças de 12 a 14 anos com depressão. DEPRESSÃO, meu Deus! Guriazinha muito p*** por que perdeu o namorado, quer se matar. Quando eu era moleque, queria ficar mais velho para ser maior e mais alto para vencer meu irmão. Hoje, uma guria quer ser adulta para poder dar a periquita. Aliais, nem precisam crescer para fazer isso.

Quando era moleque, havia um acervo excelente de programas de televisão. Dragon Ball, Dragon Ball Z, Cavaleiros do Zodíaco, Yuyu-Hakusho, Shurato, Street Fighter Victory, Street Fighter Americano (Esse era baseado no filme. Tenso! XD), Fly, Shaman King, Beyblade, Digimon 1,2,3 e 4, Shinzo, Musculo Total, Doug, Pernalonga e Patolino, Pica-Pau, Chaves, Laboratório de Dexter, Meninas Super Poderosas, Johny Bravo, Eu sou o máximo, Simpsons, Futurama, Flinstones, Jetsons, Zé-Colmeia, Walligator, Mickey, Pateta, Donald, Homem-Aranha, X-Men, Quarteto Fantástico, Superman – Animeted Series, Batman – Animated Series, entre outros desenhos e séries lendárias. Dos anos 90 até o início do novo milenio, tinhamos coisas boas para assistir. Dragon Ball e os outros animes era super violentos e nós adoravamos. Nem por isso viramos bandidos. Era séries que tinham violência, mas transmitiam valores e virtudes que muitos pais atualmente são inertes para ensinar. Hoje temos porcarias como Billy e Mandy, Ben 10, Chowder, Flapjack, High School Musical, Crepusculo, Harry Potter, Jonas Brothers, Big Brother, Idolos, entre outras fezes.

Antigamente, meninos eram meninos, jovens eram jovens, adultos eram adultos. Enquanto eu tremia jogando Castlevania no Super Nintendo, a nova geração joga Resident Evil rindo. Aliais, enquanto eu tremia vendo Brinquedo Assassino, o moleque assisti Jogos Mortais rindo. A inocência se foi. Enquanto meu Super-Nintendo e meu Nintendo 64 estão em pleno funcionamente até hoje ou seja mais de 20 de Super-Nintendo e 15 anos de Nintendo 64, meu sobrinho já detonou uns 25 DVDs de PS2, sendo que tenho um conhecido já detonou seu X-Box 360 em 6 meses de uso. Falando nisso, tenho centenas de DVDs que não prestam mais. Todos arranhados. Que eu me lembro, ainda tenho uns VHS que funcionam.

Como eu sempre digo, toda evolução sem propósito é um retrocesso. Ou será que esses empresários acham que como a sociedade tem mais dinheiro do que antes, então eles devem produzir produtos de baixa qualidade para que os consumidores tenham que sempre comprar novamente?

Abaixo, um trecho de Restaurante do Fim do Universo, do autor de Guia do Mochileiro das Galáxias:

Restaurante do Fim do Universo

Restaurante do Fim do Universo

“Há muitos anos este era um planeta próspero e feliz; pessoas, cidades, lojas, um mundo normal. Exceto pelo fato de que nas ruas altas dessas cidades havia mais sapatarias do que se creria necessário. E lentamente, insidiosamente, o número dessas sapatarias ia aumentando. É um fenômeno econômico bastante conhecido, mas trágico de se ver em operação, pois quanto mais sapatarias havia, mais sapatos tinham que ser feitos, e piores e mais imprestáveis iam ficando esses sapatos. E quanto piores ficavam, mais as pessoas tinham que comprar para se manterem calçadas, e mais as sapatarias proliferavam, até que toda a economia do lugar passou pelo que creio que foi chamado de Advento da Era do Sapato, e não foi mais possível economicamente construir qualquer outra coisa que não fosse sapataria. Resultado: colapso, ruína e fome. A maioria da população pereceu. Aqueles poucos que tinham o tipo certo de instabilidade genética transformaram-se por mutações em pássaros — você viu um deles — que amaldiçoaram seus pés, amaldiçoaram o chão e juraram que ninguém mais pisaria nele. Bando infeliz. Venha, preciso levá-lo ao Vórtice.”

Há muitos anos este era um planeta próspero e feliz; pessoas, cidades, lojas, um
mundo normal. Exceto pelo fato de que nas ruas altas dessas cidades havia mais sapatarias
do que se creria necessário. E lentamente, insidiosamente, o número dessas sapatarias ia
aumentando. É um fenômeno econômico bastante conhecido, mas trágico de se ver em
operação, pois quanto mais sapatarias havia, mais sapatos tinham que ser feitos, e piores e
mais imprestáveis iam ficando esses sapatos. E quanto piores ficavam, mais as pessoas
tinham que comprar para se manterem calçadas, e mais as sapatarias proliferavam, até que
toda a economia do lugar passou pelo que creio que foi chamado de Advento da Era do
Sapato, e não foi mais possível economicamente construir qualquer outra coisa que não
fosse sapataria. Resultado: colapso, ruína e fome. A maioria da população pereceu. Aqueles
poucos que tinham o tipo certo de instabilidade genética transformaram-se por mutações em
pássaros — você viu um deles — que amaldiçoaram seus pés, amaldiçoaram o chão e
juraram que ninguém mais pisaria nele. Bando infeliz. Venha, preciso levá-lo ao Vórtice

Chegará um momento em que um guri de 6 anos terá que formatar seu video-game, sua bicicleta, seu sapato e sua mochila. Um dia desses vi uma notícia de uma menina de 6 anos que engravidou. Bem…

Já chega. A mensagem já foi dada. Pelo menos eu, pelo menos eu juro que meu filho terá pelo uma infância parecida com a minha.

Obs.: Guia do Mochileiro das Galáxias está se tornando a bíblia do Big Nada.

🙂

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é nostalgia.

Por Akanadin.

Advertisements

Sobre Akanadin

Akanadin, o criador e dono do blog Mundo Bignada.
Esta entrada foi publicada em Desenhos Animados, Humor, Televisão, Video com as etiquetas . ligação permanente.

6 respostas a Top 20: Motivos para dizer – Eu era feliz e não sabia!

  1. Pedro diz:

    Pow, bom demais relembrar esses tempos né velho.
    Concordo contigo em todos os comentários, cara, é um absurdo o que acontece hoje em dia, e olha que óbvio, no altos dos meus 21 anos, não tenho como dizer que não fiquei horas na frente do video-game… Fiquei sim, mas nunca deixei de brincar de lutinha ehaiseha, pow, tenho o nariz torto até hoje de tomar porrada, o sistema era bruto, pegar aquelas arminhas de bolinha de plástico do 1,99, e colocar um óculos, uma bermuda e ir um atirar no outro só pra ver os roxos surgindo, era irado, hoje em dia uma mãe nem dá uma arminha dessa pro filho, porque é violenta, e pode se machucar, ahh para, diz pra não atirar no olho e bênção, deixa ficar roxo, se ralar, sangrar, assim aprende… Deixa o bebê lamber o chão, cair de testa, iihh, é assim que é, mas quanto mais tempo passa, mais eu vejo todos os nascidos dentro de casa trancados, com medo de sair, e somente com amigos virtuais.

  2. Concordo plenamente com tudp que você disse.

  3. Akanadin diz:

    “Vivemos em uma época em que os sucos de limão são feitos com limões artificiais e que os detergentes são feitos com limões verdadeiros.”

    by um random da internet.

  4. Pedro diz:

    EASheiusah profundo.

  5. Akanadin diz:

    Esse pessoal do Orkut é filósofo.
    🙂

  6. juubi diz:

    Estou começando a acreditar em apocalipse zumbi. Preciso dizer quem serão os zumbis?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s