Crítica: Branca de Neve e os Sete Anões

Branca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete Anões

O primeiro longa animado da história e o clássico absoluto. Em se tratando de animação, a Disney não somente uma pioneira, mas a mestre nesse assunto. A Disney adaptou muitos clássicos da literatura, como A Bela e a Fera, Cinderela, A Bela Adormecida, Mogli – O Menino Lobo, Pinocchio, etc… e continua até hoje com a Princesa e o Sapo e Enrolados. Em se tratando de A Branca de Neve e os Setes Anões fica difícil falar algum tipo de crítica negativa. O filme é muito bom por si só, assim como todos os clássicos da Disney. Os sete anões são um show a parte. Cada um com sua personalidade e cuidado no traço, assim comos os animais da floresta que ajudam a protagonista. A impressão que passa é que tanto os anões quanto os animais são personagens principais, tanto que os animais que aparecem durante são aproveitados em muitas outras animações da Disney, falando do traço e movimentação deles (Tico e Teco são coadjuvantes no filmes. XD) e os anões que roubam quase todas as cenas que aparece. Na verdade, os anões são mais aproveitados que a própria Branca de Neve, o que já era esperado devido ao carisma deles. Entretanto, essa é a história da Branca de Neve e a Disney conseguiu criar a versão definitiva da personagem. Não poderia ter começado melhor.

Nota 10 para Branca de Neve.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é clássico.

Por Akanadin.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s