Crítica: Pinóquio

O segundo longa da Walt Disney, uma história cativante e um filme muito bom.

Pinóquio (Pinocchio 1940)
Pinóquio (Pinocchio 1940)

Aqui nós temos um protagonista mais carismático que a Branca de Neve. Um garotinho. Um menino de madeira querendo ser um menino de verdade. Neste fillme, a Disney produziu uma história mais inocente e mais moralista. O nariz de Pinóquio cresce se ele mentir, o que tem como alvo as crianças. O grilo falante que é a consciência do menino e é o correto a ser seguido. Ele falta na escola e vai para um circo, onde é transformado em um burro. Outra mensagem para as crianças: “Não falta a escola, senão será um burro”. Apesar de repleto de mensagens moralistas, essa inocência do filme sempre um grande ponto positivo, pois é um filme infanti afinal e usa isso ao seu favor.

Pinóquio é um filme com excelente cuidado técnico. O menino de madeira é carísmatico por sua ingenuidade e bondade. Gepeto se sai muito bem na figura de pai e carpinteiro. A fada azul e o grilo falante, os dois pilantras, a baleia, os peixes, Fígaro, etc… Enfim, Pinóquio é um clássico indiscutível.

Nota 10 para Pinóquio da Disney.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é Clássico da Disney.

Por Akanadin.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s