Crítica: O Homem de Aço

O Homem de Aço, não o Superman.

Man of Steel
Man of Steel

O Superman é considerado o primeiro super-herói, aquele definiu como seriam todos os heróis de quadrinhos da após ele, e como tal ele é o símbolo primordial, mas… Ele também é praticamente o personagem a sofrer mais reformulações. De tempos em tempos são feitas várias alterações no personagem para adequá-lo ao público atual dele. Várias e várias releituras já foram feitas na origem e características do personagem, mas a essência básica do personagem sempre deve ser preservada, senão acaba mal.

Tendo em vista isso, há várias formas de se interpretar o personagem. A escolhida pelo diretor Zack Snyder foi mostrá-lo como um alienígena. O filme tem muita cara de Contatos Imediatos por isso, diferente dos Superman anteriores do cinema que focavam em uma metáfora messiânica, sutilmente uma relação com Jesus, apesar de haver uns momentos assim em O Homem de Aço.

O Homem de Aço
O Homem de Aço

O Clark Kent/Kal-El (Henry Cavill) age como um ser estranho no mundo, um alienígena mesmo. A atuação dele diferente do Superman do Christopher Reeves que conseguia fazer um jornalista atrapalhado, Clark Kent, e um Superman messiânico, um salvador que emanava bondade de tão boa que era a atuação do Reeves, já o Kal-El do Henry Cavill é igual Clark Kent e igual o Superman dele tanto no roteiro quanto na atuação. Ele é um alienígena em todos os mesmos: Um garoto diferente de todos os outros e um ser super poderoso que a humanidade não estava pronta ainda para conhecer. Ele, de certa forma, lembra a versão cinema do Clark Kent do Smallville só que sem o fato de ser um adolescente. Só que o Snyder não é um diretor bom o bastante pra desenvolver direito todo o personagem e nem tem vários episódios para fazê-lo com mais cuidado. O roteiro do filme é bem cheio de problemas.

O filme não é linear no primeiro e segundo ato, somente no terceiro quando deslancha finalmente a ação. O filme tem muitos e muitos flashbacks e aí logo de cara já tem um grande problema do filme. Eu realmente não gostei dessa forma de narrar a história, prefiro muito mais como foi feito no Superman de 1988. Não que essa forma não seja válida de contar uma história, só não achei bem executado. Vemos Krypton e o bebê sendo mandado a Terra, depois corta para o Clark já adultou viajando o mundo, depois corta para ele criança na escola e assim vai. Não gostei dessa opção de narrativa, meio cansativa e tira a dramaticidade que alguns momentos poderiam ter. Outro problema nesse sentido é a ação que só começa para valer no terceiro ato e segue durante quarenta minutos, seria melhor ela ficando mais distribuída no filme.

Outro problema são as mudanças na trajetória do Superman que lembra muito Espetacular Homem-Aranha nesse sentido. Várias mudanças no personagem não me agradaram nem um pouco. O roteiro do filme é muito simples, mesmo assim tem algumas incongruências e tropeço, além de cenas e personagens que poderiam ser melhor trabalhadoss, além de que o plano do vilão é o mesmo que vemos em Transformers 3.

O Homem de Aço (Man of Steel)
O Homem de Aço (Man of Steel)

A ação do  filme é muito boa. Um dos melhores filmes de ação envolvendo super-heróis. Pode-se fazer um paralelo instantâneo com Dragon Ball Z e o o embate entre Superman e Zod lembra imediatamente Neo Vs. Agente Smith no final de Matrix Revolutions. O problema seria que elas se alongam muito, mas isso não me incomodou. O CGI em alguns momentos não fica legal, mas é compreensível dado que é mesmo difícil fazer a cena com um personagem como Superman que o rosto sempre fica a mostra. A trilha sonora do filme é muito boa, mas é chover no molhado, pois Hans Zimmer é muito competente. As cenas de destruição são colossais. Nem vou comparar com a trilha clássica do John Williams. Cada um na sua época e cada com a sua alta qualidade. O 3D do filme é muito fraco, como esperado, então a recomendação é que assistam em 2D. No geral o visual do filme está muito bom, apesar do uso excessivo de Lens Flares, até mais do que Além da Escuridão Star Trek, mas pelo menos não tem slow motion nas cenas de ação como era a marca do Zack Snyder.

As atuações eu já não achei grandes coisa. Jor-El (Russel Crowe) aparece demais ao longo filme e ajuda os personagens em momentos que seria melhor eles se virarem sozinhos e o Russel Crowe está no modo automático, esperava mais dele. Jonhattan Kent (Kevin Costner) tem muito pouco tempo de tempo e o personagem precisava de mais tempo, o personagem tem umas atitudes muito babacas no filme, problema do roteiro. Lois Lane da Amy Adams também é um problema, principalmente por um motivo que não vou dizer, pois é spoiler. Michael Shannon como General Zod está caricatão, mais grita do que atua.

E tem a polêmica do final do filme que deixou o Mark Waid, roteirista de quadrinhos, muito revoltado e o Christopher Nolan, produtor do filme, foi contra. É uma cena que a maioria não vai achar nada de mais, mas quebra a figura de quem é o Superman, mas ela seria até justificável se ela fosse melhor construída, assim como outras no filme.

Enfim, não é o Superman que nós conhecemos, é o Homem de Aço. Ele está mais próximo do Superman dos Novos 52 mesmo, o personagem que deve agradar a nova geração tranquilamente. Não é aquele filme super épico que o hype dos fãs criou no imaginário, tem seus defeitos, mas ele pode servir muito bem como base sim para uma nova franquia, com potencial para sequências interessantes e que podem aproximar mais o Superman de ser o símbolo que ele é, e pode iniciar o Universo DC no cinema como a Warner espera.

Nota 4,0 para o Homem de Aço.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada O Homem de Aço (Man of Steel).

Por Akanadin.

3 comments

  1. SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOILERS
    Super-Homem mata o Zod………………………………………………………………………….QUE DIABOS!? Pessoas lembram que o Batman não mata toda hora, mas o cara de capa vermelha? AGORA VOCÊS REALMENTE CRUZARAM A LINHA!Mais que o Masashi Kishimoto! Alguém vai se tremer no túmulo……….EU!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s