CRÍTICA: Marvel One Shot – All Hail The King

Crítica: Marvel One Shot – All Hail The King.

“You never see me coming!”

Marvel One-Shot - All Hail The King
Marvel One-Shot – All Hail The King

E Homem de Ferro 3 foi a maior bilheteria de 2013, mas a fúria dos nerds foi muito grande para a Marvel Studios ignorar. O motivo: Mandarim. A maioria dos nerds odiou a versão cinematográfica do vilão, então a Marvel Studios resolveu dedicar o mais recente curta metragem (Marvel One-Shot), que vem como material extra no Blu-ray do Thor – O Mundo Sombrio, a tentar agradar os nerds furiosos. Um retcon no maior estilo quadrinhos, uma idéia que no cinema pode render inclusive uma continuação interessante.

Basicamente o curta é exatamente aquilo que nos prometeram. Existe um verdadeiro Mandarim, um guerreiro antigo e líder dos Dez Anéis, em algum lugar e o Trevor e o Killian somente usaram o nome desta figura lendária como provocador de ataques terroristas. Os acontecimentos de Homem de Ferro 3 deixaram o verdadeiro Mandarim muito furioso e ele quer reclamar o seu nome de volta, que foi transformado em piada por um farsante.

All Hail the King - Marvel One Shot
All Hail the King – Marvel One Shot

O curta é muito divertido e engraçado. O Ben Kingsley fica muito a vontade no personagem e ele manda muito bem com esse personagem, por mais que a galera tenha desgostado. Ele aceitou fazer o curta mesmo sem obrigação nenhuma de contrato. Trevor se torna uma celebridade na prisão, inclusive ele tem até um mordomo (E marido!). E o curta abre a possibilidade de um Homem de Ferro 4 com o verdadeiro Mandarim, que agora seria um chinês como nos quadrinhos se fossem fazer o filme. Eu não vejo a necessidade de um Homem de Ferro 4 e não acho que a Marvel fará esse filme, mas… O gancho foi deixado.

Nota-se uma nítida evolução dos curtas da Marvel a partir do Item 47 no Blu-ray dos Vingadores. Eles se tornaram mais longos, Agent Carter e All Hail The King tem quase uns 15 minutos, e agora eles tem um orçamento maior, além de que não são e nem serão mais focados no Agente Coulson, porque ele já tem Agents of Shield para se desenvolver. Agora eles podem explorar outros personagens do universo cinematográfico. Isso dá margem para vermos curtas dos Asgardianos e do Loki, da Viúva Negra e Gavião Arqueiro, do Colecionador, da Tropa Nova, do Mercúrio e Feiticeira Escarlate, do Thanos, etc… E eles estão pensando em lançar curtas antes dos filmes no cinema, assim como fazem os filmes da Disney e da Pixar.

No mais… All Hail the King é um retcon bem executado e ele dá uma expandida no universo do Homem de Ferro e também um novo gás para o personagem, dando uma sobrevida que a Marvel pode utilizar ou não.

PS.: As duas cenas pós-créditos são engraçadíssimas com uma participação especial bem inesperada.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é Marvel One Shot – All Hail The King.

Por Akanadin.

Anúncios

Autor: Akanadin

Akanadin, o criador e dono do blog Mundo Bignada.

2 opiniões sobre “CRÍTICA: Marvel One Shot – All Hail The King”

  1. Pode ter feito milhoes ,mas foi um lixo esse homem de ferro 3,como batman tkdr foi,homem aranha novo foi e wolverine foi. Tu esqueceu de falar que não foi um erro a versão mandarim,foi uma cagada gigante da marvel com personagem,Unico vilão do ferroso que não é generico dele e os caras fazem isso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s