Crítica: Robocop (2014)

Quarta Diretriz: Jamais agir contra um produtor executivo.

Robocop (2014)
Robocop (2014)

Robocop é um filme clássico que não precisava de uma refilmagem. Para começar, o filme envelheceu muito bem e os seus questionamentos ainda permanecem atuais. Também um filme de autor e levava a forte assinatura do Paul Verhoven. Era uma outra época, um outro cinema.

O Robocop novo não é ruim como o remake do Vingador do Futuro, mas ainda sim é um filme bem fraco. A história do filme é a mesma do antigo: Policial é morto por bandidos, é transformado em um robô policial, começa a recuperar sua humanidade. O que muda é que o contexto político do filme é levado aos dias de hoje, com a questão dos drones americanos nos outros países. O filme também tem muito do Padilha, lembrando Tropa de Elite 2, inclusive o personagem do Samuel L. Jackson só faltou fazer a dancinha do André Mattos. O problema é que tudo acaba ficando jogado e mal desenvolvimento. São bons questionamentos embutidos em um filme mal executado.

Robocop de Elite - O Inimigo agora é Outro
Robocop (2014) – O Crime tem um novo Inimigo

Em questão de efeitos visuais filme não tem nada demais. Não tem aquele impacto visual que o filme antigo tinha e o design das máquinas é bem genérico. A armadura preta do Robocop é muito sem graça e sem sentido, já que a ideia era um robô com visual que fosse amigável para a população, e seria melhor a armadura azul que aparece no começo. As cenas de ação são muito fracas, não tem uma sequência que seja empolgante. A trilha sonora do filme é praticamente inexistente. Muito fraca e genérica, a única música que fica na memória é justamente o tema clássico que toca duas vezes no filme.

As atuações são bem fracas. As atuações que se destacam são as do Samuel L. Jackson, que atua como Samuel L. Jackson, e a do Gary Oldman, que atua como Gary Oldman. O protagonista, Joel Kinnaman, é Alex Murphy sem carisma e expressão e a esposa dele, Abbie Cornish, é uma mulher bem chata. É um filme cheio de personagens mal aproveitados como o Mattox, vivido pelo Rorcharch, o filho do Murphy, o Lewis, a chefe de polícia e os bandidos traficantes.

Robocop
Robocop

O primeiro ato do filme é bom e tem uma construção bem interessante, colocando bons questionamentos e apresentando ideias bacanas, como a justificativa da criação do Robocop e o plano de implementar drones dentro do território americano. A melhor cena do filme, a única que tem um real impacto, está nesse começo. A conceitos estabelecidos no começo que são bem bacanas e o Samuel Lee Jackson arrebenta com umas cenas bem divertidas.

Agora, quando o Robocop sai as ruas para entrar em ação, o filme desanda e fica corrido. É um filme que até metade não tem vilão e depois começa a empurrar vilões goela abaixo. O final do filme é muito fraco, bem nas coxas e forçando um feliz para sempre bem broxante. As cenas de ação parece que foram feitas por tabela e sem inspiração. Nem pela falta de violência, mas faltou mesmo uma boa direção nas cenas de tiroteio. Deve ter rolado também uns cortes indevidos depois da metade do filme, além de que o próprio Padilha deixou escapar que os produtores o limitaram bastante.

José Padilha deixa a sua marca, mas em um filme bem problemático. É um filme que construí muito, mas aproveita e usa de verdade pouco. É uma montanha russa que sobe muito alto e dá prego, o passeio de verdade nunca começa. Anti climático e insuficiente para justificar um remake e para sustentar uma nova franquia, que dificilmente deve acontecer.

Nota 5,0 para Robocop de José Padilha.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é Robocop.

Por Akanadin.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s