TOP 5: Principais Problemas de Dragon Ball Super

TOP 5: Principais Problemas de Dragon Ball Super. Os defeitos do anime.

E agora apresento a vocês uma lista com os cinco principais defeitos/problemas do anime Dragon Ball Super.

Top 5 - Principais problemas de Dragon Ball Super
Top 5 – Principais problemas de Dragon Ball Super

TOP 5 – Defeitos de Dragon Ball Super

01 – Infantilização do Goku

Goku mais infantil (Dragon Ball Super)

Goku recebeu um desenvolvimento de personagem em Dragon Ball Z onde acompanhar o amadurecimento e evolução do personagem era muito foda. Isso foi jogado fora em Dragon Ball Super onde o personagem parece que perdeu grande parte de toda aquela experiência e sagacidade que desenvolveu ao longo da história.

Basta comparar vários momentos sérios de Son Goku em Dragon Ball Z e ver que não parece o mesmo personagem em Dragon Ball Super. Isso talvez se explique com o fato de que o Gohan não é mais o personagem na jornada do herói e o Goku voltou a assumir esse posto de vez, por isso regrediram ele para ficar no padrão shonen de protagonista. Incomoda.

02 – Elenco de coadjuvantes sem utilidade

Coadjuvantes sem utilidade no Dragon Ball Super

Os personagens mais antigos como Kuririn, Picollo, Yancha, Tenshinhan, Chaos, Mestre Kame, Chichi, Rei Cutelo, Androide Nº 18, Mr. Satan, Senhor Kaio, Kaioshin, Dai Kaioshin e até Gohan, Goten, Trunks e Majin Boo agora não tem serventia nenhuma na série. Não acrescentam nada em história e nem em ação.

Eu nem acho errado alguns deles como os humanos (Kuririn, Yancha, Tenshinhan, etc…) sairem de cena, mas personagens como Goten e Trunks deveriam ter mais destaque sim. Enfim… O elenco de coadjuvantes do Dragon Ball em geral é muito fraco.

Não é uma questão de poder de luta, mas sim de roteiro. Kuririn sempre foi um personagem muito bem aproveitado até a saga do Cell e há tempos já era bem mais fraco que os personagens principais e os vilões. É uma questão de roteiro.

03 – Redução da violência e não sangue

Falta de violência e sangue em Dragon Ball Super

Desde o Dragon Ball Kai, a violência de Dragon Ball foi muito reduzida. Em Kai eles censuraram algumas coisas e em Dragon Ball Super tudo é amenizado.

Anos atrás, houve uma discussão sobre o quão mais impactante é uma cena violenta como o Goku e Raditz sendo atravessados pelo raio do Makankosappo de Picollo e ficando com um buraco no peito ensanguentado em uma resolução HD. A verdade é que é o politicamente correto que não permite mais o nível de violência que tinhamos em Dragon Ball Z, além do fato de que o Akira Toryama agora tem outra visão de como deve ser Dragon Ball.

Vivemos em outra época. Há lutas muito boas em Dragon Ball Super, mas não como era antigamente.

04 – Falta de surpresas e inovação

Falta de surpresas (Dragon Ball Super)

Dragon Ball já é um universo consolidado e a série cimentou os clichês de anime/mangá shonen o que na época foi muito inovador, mas hoje em dia já não é mais tão impressionante, pois se tornou comum.

É uma fórmula já bem estabelecida que já estamos acostumados e em Dragon Ball Super não aconteceu nada realmente surpreendente, apenas uma pequena evolução do que estavámos já vendo em Dragon Ball Z. Talvez não fosse um problema se não houvesse esse grande hiato entre Z e Super, mas muita coisa aconteceu nesses quase 20 anos que o mangá teve fim até o seu retorno.

05 – A Perda do “Lema da Shonen”

Mangás de Dragon Ball
Esforço, Amizade, Vitória. Lema da Shonen Jump’

“Esforço, Amizade e Vitória”. Esse é o lema da Shonen e a essência de praticamente todos os anime/mangá de ação para jovens. Isso se perdeu em Dragon Ball Super.

Como a história de Dragon Ball já teve uma conclusão e agora retornou, ficou sem aquela força dos personagens terem toda uma jornada pela frente e ter que explorar um mundo desconhecido. Goku e Vegeta já são muito fortes e já tem muita experiência. Os amigos já não tem muita importância e faltam esses laços que meio enfraqueceram.

Um pouco disso ainda vemos em Dragon Ball Super em certos momentos como agora na atual saga do Futuro do Trunks, onde ele tem a convicção de que precisar derrotar Black e salvar seu mundo. Um pouco também com Goku percebendo que tem que ficar mais forte para sempre proteger a família, Goku percebendo que não vai poder lutar para sempre no episódio junto da Pan e o Vegeta lutando pela Bulma, mas… Muito pouco esses momentos comparado com o Dragon Ball de antigamente e também com os Shonen de hoje.

Menção Honrosa.: Qualidade inconsistente da animação.

Muito se fala que a animação de Dragon Ball Super é horrível. Na verdade, ela só é inconsciente igual a do Dragon Ball Z que tinha episódios mais bem trabalhados que outro.

Diferentes traços de Dragon Ball Z

Nem vale a pena entrar muito nesse assunto, mas sim, faltou cuidado em alguns momentos de Dragon Ball Super, principalmente no começo, mas depois a animação se padronizou.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é Top 5 – Principais problemas de Dragon Ball Super.

Por Bruno Akanadin.

Anúncios

Autor: Akanadin

Akanadin, o criador e dono do blog Mundo Bignada.

Um pensamento em “TOP 5: Principais Problemas de Dragon Ball Super”

  1. A falta de violência e sangue está acabando com o dbsuper , eu mesmo parei de assistir a muito tempo . Se querem fazer um dbsuper para crianças tudo bem , mais faz também um dbsuper versão para os adultos em um horário que possa ter aquelas batalhas espetaculares , sangue , danos ao personagem , sempre assisti dbz clássico e nunca desenvolvi um lado violento , trazer dB de novo nessas condições que estamos vendo no dbsuper só está deteriorando a franquia dB .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s