LIGA DA JUSTIÇA (2017): Review do Filme

LIGA DA JUSTIÇA (2017): Review do Filme.

Superamigos no cinema!

Liga da Justiça (2017)
Liga da Justiça (2017)

E finalmente estreia o filme da Liga da Justiça no cinema.

Uma coisa que o filme faz bem é estabelecer ganchos para o futuro de forma mais eficaz que Batman Vs. Superman – A Origem da Justiça. Ele apresenta muitos personagens novos como Ciborgue, Flash, Aquaman e o Lobo das Estepes e apresenta muitos elementos como Caixas Maternas, Novos Deuses, além de citar Darkseid e Lanterna Verdes, diferente do filme anterior que se embananou e fez tudo numa tela de computador.

Justice League
Justice League

Os personagens são bem retratados. Apesar do Superman e Batman estarem diferente do que eles eram nos filmes anteriores, meio como um reboot implícito, a Mulher Maravilha se mantém com o que foi estabelecido no filme solo. Cyborgue segue ali o que foi definido nos Novos 52 e o Flash e Aquaman têm personalidades únicas do cinema, mas nada que o cerne não permita.

As cenas de ação não tão inspiradas onde Homem de Aço e Batman Vs. Superman tem cenas de ação melhores, mas Liga da Justiça é mais divertido, onde as cenas de ação são melhor distribuídas ao longo do filme ao invés de concentradas numa parte só. Como o filme é mais curte ele é não é cansativo. Destaque para a cena do Superman Vs. Liga da Justiça, principalmente do Flash Vs. Superman.

Liga da Justiça (Justice League)
Liga da Justiça (Justice League)

CGI do filme é meio mal acabado em vários pontos. O bigode apagado do Henry Cavill é terrível. Ciborgue tem um visual bem desagradável e a batalha final acontece num fundo vermelho bem feio.

A trilha sonora do filme é bem fraca. Ela passa despercebida e o pior: Toca em algum momento do filme os temas clássicos do Superman de John Williams e do Batman do próprio Danny Elfman e você não percebe.

Liga da Justiça
Liga da Justiça

O vilão Lobo das Estepes é bem fraco. É o pior vilão de filme de super-herói desse ano. Apesar de poderoso, não passa a grandiosidade que merecia um filme da Liga da Justiça, muito menos os Parademônios que são mesmo apenas insetos.

O filme tem um problema em comum com outras obras da DC Comics como alguns quadrinhos, animações e o jogo Injustice que é o fato de que o Superman poderia resolver toda a situação sozinho. Isso descredibiliza a ameaça.

Justice League
Justice League

Em suma, não é um filme espetacular, mas ele cumpre o papel de firmar o Universo Extendido da DC e o que sustenta ele é o fato de ser o filme de Superamigos, inclusive porque ficou o gancho da Legião do Mal no final. Os diálogos e as interações dos personagens são bem mais interessantes do que a ação e trama em si. Apesar dos problemas, Mulher-Maravilha devolveu o Universo DC Extendido aos trilhos e Liga da Justiça manteve o trem andando, agora eles tem se aprimorar.

O filme tem duas cenas pós-créditos e ambas são ótimas.

Review Pocket:

Positivo:

-Interação dos personagens

-Roteiro coeso

-Humor e ritmo

-Expansão do Universo

-Cenas Pós-Créditos

Negativo:

-Vilão fraco

-CGI mal feito

-Ação pouco inspirada

-Trilha sonora fraca

-Super Bigode

NOTA

8,0

Assista também o meu review em vídeo do filme abaixo:

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é Liga da Justiça.

Por Bruno Akanadin.

Anúncios

Autor: Akanadin

Akanadin, o criador e dono do blog Mundo Bignada.

2 thoughts on “LIGA DA JUSTIÇA (2017): Review do Filme”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s