REVIEW: That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken) – Season 1 (2018)

O Clash of Clans dos Isekais.

Review - That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken) - Season 1
Review – That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken) – Season 1

E chegou ao final a primeira temporada.

O anime a princípio começa como mais um isekai, mas ele logo de cara te surpreende com um plot inusitado: O protagonista vira um slime, considerada a criatura mais fraca dos mundos de fantasia JRPG. Isso é um feito que merece ser reconhecido.

Opening 1 do anime:

Em termos de criatividade, o anime tem de sobra. A história nos apresenta um mundo rico e cheio de personagens, com as mais variadas raças, poderes e personalidades, com sociedades diferentes com culturas e políticas. Tudo é apresentado de forma leve e divertida, é um anime bem good feeling tanto no humor e na ação leve.

Como outros animes de fantasia baseados em JRPGs, Slime tem diversidades regras e mecânicas de como funciona aquele universo. A regra assinatura do anime é nomear os monstros, onde um monstro evolui se um mestre der um nome para ele (Nenhum monstro tem nome, é preciso ganhar um), e essa mecânica é a mais divertida do anime.

A animação em si não tem nada demais. Segue a qualidade padrão dos animes da Kadokawa. Os personagens são muito carismáticos, sendo isso que sustenta a história.

That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken)
That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken)

Apesar de tudo isso, Slime acaba tendo alguns dos mesmos problemas de outros animes Isekais. Protagonista é muito overpower e as lutas não tem tensão nenhuma, sendo a maioria resolvidas com um só golpe, sendo tudo muito decepcionante com o passar do tempo.

Poderia ter lutas melhores, mas ao menos nessa primeira temporada inteira o foco é o personagem construindo a sua cidade e ganhando aliados. Se for essa a característica da light novel inteira, aí não muito pra onde ir essa história.

Tensei Shitara Slime Datta Ken
That Time I Got Reincarnated as a Slime

Os episódios extras (Episódio 24 e 25) deram uma revigorada na minha empolgação com o anime. Após a primeira metade da temporada a coisa foi meio ladeira abaixo, principalmente o arco final das crianças que foi bem fraco.

Em suma, Slime tem muito potencial e transborda criatividade, mas é bobo e falta ambição. Ao menos nessa primeira temporada, o autor está mais preocupado em brincar de farmville do que criar uma boa cena de ação. O anime é um bom entretenimento, mas existem MUITOS outros do mesmo gênero que são muito melhores, na minha opinião. Decepcionante.

REVIEW POCKET:

Positivo:

-Universo criativo

-Personagens carismáticos

-Humor bacana

-Animação boa

Negativo:

-Falta de ambição

-Enrolação

-Cenas de ação fracas

NOTA

5,0

Esperar que a Season 2 seja bem superior do que a Season 1, porque os episódios extras mostraram que há sim como melhorar. Esperar para ver.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é REVIEW: That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Slime Datta Ken) – Season 1 (2018).

Por Bruno Akanadin.

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s