REVIEW: Demon Slayer (2019)

O ponto de virada do CGI em animes.

Demon Slayer (2019) – Review

E finalmente o review da primeira temporada de Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba). Um dos animes mais populares e de repercussão deste ano, será que o anime é realmente tudo isso mesmo que estão falando?

O anime é basicamente um shonen clássico onde temos o herói jovem que deve ficar mais forte para alcançar seu objetivo. É uma aventura de ação e superação como Naruto e Boku no Hero Academia, mas com um tom sombrio e bizarro como Jojo e, é claro, uma animação espetacular, Demon Slayer é muito competente e um dos melhores animes do ano.

Assista abaixo o trailer do anime:

Abaixo a sinopse do filme:

Japão, era Taisho. Tanjiro, um bondoso jovem que ganha a vida vendendo carvão, descobre que sua família foi massacrada por um demônio. E pra piorar, Nezuko, sua irmã mais nova e única sobrevivente, também foi transformada num demônio. Arrasado com esta sombria realidade, Tanjiro decide se tornar um matador de demônios para fazer sua irmã voltar a ser humana, e para matar o demônio que matou sua família. Um triste conto sobre dois irmãos, onde os destinos dos humanos e dos demônios se entrelaçam, começa agora.

O anime utilizada uma animação 2D tradicional mesclado com 3D CGI nos cenários e um 3D CGI cell shaded nos poderes dos personagens de uma forma muito equilibrada. O resultado é fantástico e brilha aos olhos, fazendo um anime de televisão ser um dos mais impressionantes do ano.

Assista abaixo a opening do anime:

O anime tem uma ótima trilha sonora, toda baseada e ambientada no Japão antigo, Era Taisho como localizado na sinopse da história. É um anime de samurai contra demônios basicamente e, na realidade, tem muitas inspirações em Jojo´s Bizarre Adventure onde os heróis utilizam técnicas de respiração para ativar seus poderes (Hamon em Jojo e Respiração Elemental aqui) e os vilões são vampiros (Os demônios/oni em Demon Slayer morrem com a luz do Sol, sugam sangue dos humanos e transformam humanos em outros onis).

Demon Slayer não é tão estilizado quanto Jojo, mas tem a vantagem de ter uma escrita mais bem feita onde os personagens tem bom desenvolvimento e background e o roteiro é melhor amarrado.

Assista abaixo a ending do anime:

Se tivesse que eleger algum ponto negativo seria que é um anime da fórmula shonen como qualquer outro. Apesar dos personagens, tanto heróis quanto vilões, serem bem criativos e terem um desenvolvimento muito bom, não tem nada na trama que seja fora do comum ou inovador. Mesmo assim, não desmerece em nada a experiência.

Em suma, Demon Slayer é um excelente anime. O ponto alto com certeza é a animação e aqui é o ponto de virada do CGI, técnica odiada muitos, aqui utilizado de forma sublime mesclado com animação tradicional.

REVIEW POCKET:

Positivo:

-Animação impressionante

-Trilha sonora ótima

-Bom desenvolvimento de personagens

-Vilões bizarros

-Equilíbrio aventura e terror

Negativo:

-Fórmula Shonen

NOTA

10,0

Agora ficamos no aguardo do primeiro filme do anime.

Mundo Bignada, onde nada é um novo mundo e nada é REVIEW: Demon Slayer (2019).

Por Bruno Akanadin.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s