Teorema da Maçã

Teorema da Maçã.

Na Universidade, as mais loucas peripécias e as mais engraçadas pérolas nascem e se tornam famosas. Principalmente, em aulas de ciências exatas, onde os alunos, sobrecarregados com cálculo, física, algebra, química, etc…, tem que descarregar de alguma forma. Na maioria das vezes, saem grandes bobagens como marmanjos fazendo discursos no restaurante de almoço com bandejas e com o corpo pintado, mas algumas vezes sae algo que se aproveite. Como por exemplo, a teoria da maçã.

Maçã
Maçã

Em uma hora e meia de aula da Calculo II, um aluno, querendo mudar o assunto da aula para descontrair, fez a pergunta: “Professor, como um número dividido por zero é zero? Por exemplo: Eu tenho uma maçã. Se eu dividir a maçã com zero pessoas, como ninguém e nem comigo mesmo, então no final eu terie uma maçã, não é? Ninguém comeu a maçã, por isso ela continua inteira. Então, um divido por zero não deveria ser 1?”. Essa pergunta rendeu uns risos e uma rápida reflexão.

Se você perguntar para a maioria das pessoas, elas dirão: “1º mandamento da MATEMATICA. Nunca dividiras por zero”. Entrentanto, isso não é o bastante.

Abaixo, uma leve aula de matématica para ter uma noção das coisas.

A divisão 1/0: indefinida, ou impossível, entre os números

Sendo a e b números, dizermos que a / b = c significa dizer que vale a = b . c .
De modo que perguntar “quanto é um dividido por zero?” é o mesmo que perguntar “qual número, quando multiplicado por zero, dá um?”. Obviamente, não existe nenhum tal número e então não podemos achar um resultado numérico para 1/ 0. Dizemos que a divisão 1 / 0 é indefinida; ou seja: é impossível escolher ( definir ) um número que possa ser atribuído como valor de 1/0.

A divisão 1/0: contornando a indefinição com o infinito

Como vimos acima, não existe nenhum número que possa ser visto como sendo o resultado da divisão 1 / 0. Contudo, muito frequentemente vemos pessoas argumentando da seguinte maneira:

Como os quocientes

1/0.1 = 10 , 1/0.01 = 100 , 1/0.001 = 1000, etc

vão crescendo sem limite, poderíamos pensar num novo objeto matemático, que chamaremos de infinito e que representaria uma quantidade imensamente grande, ou algo desse tipo e colocado com melhores palavras, e o qual seria visto ou definido como sendo o resultado de 1/0. Ou seja: 1/0 = infinito. De modo que 1/0, embora 1/0 seja indefinida no conjunto dos números, ficaria definido através do objeto não numérico infinito.
O que pode-se dizer de uma tal tentativa de atribuir um resultado à divisão 1 / 0 ?

Bem, isso até pode ser feito. Contudo,
nunca poderemos deixar de ter em vista que o tal infinito não é número
Se quisermos realizar operações aritméticas com tal infinito, teremos de levar em conta que isso não será possível fazer de acordo com as regras operatórias que estamos acostumados usar no contexto de operações aritméticas com números
Examinemos isso com mais cuidado.

Um exemplo de regra operatória para números que não podemos abrir mão é:

b . a/b = a

de modo que teríamos de aceitar a validade de: 0 . 1/0 = 1, ou seja: 0 . infinito = 1. Essa última igualdade produz contradições, pois teríamos:

1 = 0 . infinito = 0 . ( 2.infinito) = 2 . ( 0 . infinito ) = 2 . 1 = 2

Ou seja, acabaríamos chegando ao resultado absurdo: 1 = 2.

Assim que, no instante que aceitarmos a divisão por zero, estaremos abrindo a porta do mundo das contradições.

Então, Qual palavra melhor descreve a atribuição ” 1/0 = infinito” ?

Impossível, contraditório.

Bem, depois da aula, é possível notar a fodacidade do zero, do vazio, do nada. Como uma coisa pode ser infinitamente menor ou infinitamente grande ao mesmo tempo? A matemática prova e o BignadaQuasar confirma.

Falando da maçã agora, realmente dividir uma maçã para zero pessoas resulta que ninguém vai comer a maçã. Não vai resultar em infinitos pedaços de maçã. Porém, sendo um professor de matemática malandro, a resposta poderia ser: “Se a maça for dividida por zero, quem for mais esperto vai comer mais. Senão, o bicho da maçã vai comer ela”.  🙂

Enfim, é incrível como uma pequena maçã pode gerar tanta discussão.:)

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é tudo.

Por Akanadin.

Anúncios

Terror Religioso: Um nerd em meio a xiitas

Terror Religioso: Um nerd em meio a xiitas.

Perdoe-me os católicos, evangélicos e tal, mas o terror que as religiões causam é muito grande. Quem nunca passou por uma situação constrangedora, foi acusado injustamente, recebeu um comentário preconceituoso, enfim, foi molestado de algum jeito por algum xiita religioso? Bom, eu já.

Caça as Bruxas
Caça as Bruxas

Lembro-me como se fosse ontem, do programa do Leão sobre o assunto Yugiooh. Aquilo foi uma verdadeira caça as bruxas em pleno século XXI. Não bastou crucificar as cartas de Yugioh, também atacou as cartas de Magic e não bastasse atacou até Dragon Ball e outros animes. Frases ditas no programa: “É o capeta!”, “É o diabo!”, “As cartas do demônio!”, “O jogo do Diabo!”, “Satanás vai roubar a alma de seu filho!”, “Todos vamos orar!”. Havia um especialista sobre o assunto no programa, mas PRA QUÊ!? O Leão não deixava ele falar nada. E o pior: Milhares de pessoas sairam nas ruas, depois do programa, para queimar as cartas. Caramba! Que idiotice! Pessoas alienadas! E o Leão é um alienador. De certa forma, ele conseguiu o que queria por um tempo, mas quando saio na rua, vejo muitas crianças com cartas de Yugioh GX. Por causa daquilo, em parte, os animes foram extintos da TV aberta, mas retornaram e nunca anime foi tão popular. Hoje em dia, não sei o que aconteceu com o Programa do Leão e nem quero saber. Ele que vá para o inferno, em vez de querer jogar os outros lá.

Sempre existiram Alienadores e sempre haverão Alienados. As pessoas tem medo. Tem medo de ir para o inferno. Os alienadores dizem qualquer coisa para amedrontar as pessoas. Eles usam o inferno para conseguir tudo que querem. A religião não deveria cegar as pessoas, deveria iluminar suas vidas.

Fogueira das Bruxas
Fogueira das Bruxas

Agora, vou relatar algumas bizarrices religiosas que tive que passar. Estavamos jogando Dungeons & Dragons (Caverna do Dragão, popularmente falando), jogo de RPG de mesa com dados e tudo, e então o bedel da escola viu e disse: “Ei, parem de jogar isso aí. Sabiam que esse jogo é um esquema de Inteligência Santânica”. Paramos de jogar porque ele era o Bedel, mas até hoje não sei o que é Inteligência Satânica. Estava eu lendo Novos Vingadores no ônibus e um evangélico esava passando e disse: “Ei, cuidado com essa revista rapaz. Ela contém infinitas mensagens subliminares. Cuidado!”. Caramba, até aqui. Olhei, mas até hoje não sei qual era a mensagem. O filhe de um colega de trabalho do meu pai comprou um Nintendo 64, já faz tempo, e comprou Banjo-Toie para jogar. Passou o tempo e seu pai devolveu o cartucho. O argumebto dele: “Tem uns personagens subliminares aqui!”. Ele se referia a um feiticeiro indio, pajé no Brasil, que tocava uma flauta e cantava para dar vida a uma estátua dourada. Meu Deus! Como as pessoas podem ter tanta maldade na cabeça. Já vi pessoas venderem tudo que tem para dar o dinheiro ao pastor. Já vi pessoas dizendo tudo que você imaginar como sendo o Capeta. Várias vezes, estava no ônibus e alguam pessoas me aborda: “Você acredita em Deus?”, “Leve Deus para dentro de sua casa”, etc… O cara fica horas e horas falando sobre Deus, fazendo aquele discurso longo, eu cansado, entregando aquele papelzinho de praxe, pedindo dinheiro, até fazendo uma oração no ônibus. Tive um professor de inglês que mais orova na aula do que ensinava inglês. Triste é que ninguém aprendeu nada de inglês. Tem mais situações difíceis, mas por hora basta.

As pessoas dizem qualquer coisa para conseguir o querem e as pessoas acreditam em qualquer coisa que queiram. As pessoas precisam que as outras digam o que tem que fazer, em que acreditar. A religião cega a maioria das pessoas. O pior, é fácil associar o diabo a tudo. TUDO. Por exemplo: “Bill Gates fez um pacto com o Diabo para se tornar milionário, espalhando essas janelas para o inferno onde seu filhos ficam dia-a-dia após dia olhando para os olhos do capeta. Livrem-se de seus computadores! Vendam! Tudo bem-material é um mal!”. E as pessoas acreditariam na boa.

Não é preciso dizer mais nada. Os fatos estão aí. Não devotem cegamente suas vidas a esses alienadores. Tenham um visão mais crítica. Enxerguem a verdade. Não deixem ninguém enganar vocês. Acreditem naquilo que acharem certo.

Enfim, entre a Record e a Globo, a Globo é preferível, pois, pelo menos, não incentivam a Caça as Bruxas em pleno século XXI. Apesar de haver muita coisa idiota e muitos cretinos na Globo, ela é menos pior que uma “Igreja Universal” disfarçada de emissora.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é uma bruxa.

Por Akanadin.

Saint Seiya – The Lost Canvas: Capítulo 118

Saint Seiya – The Lost Canvas: Capítulo 118. Título: Wild Beasts Collide.

Saint Seiya - The Lost Canvas 118
Saint Seiya - The Lost Canvas 118

Leitura Online (Em Inglês):

http://www.onemanga.com/Saint_Seiya_-_The_Lost_Canvas/118/01/

Links para Download:

http://www.4shared.com/file/83461336/df921b21/LC_118_-_O_embate_de_feras__por_Ulisses_-_LAM_e_Marcelo_Ferreira__v1.html

Sinopse: A batalha entre Leo e Behemoth começa.

Crítica: Capítulo bom. O confronto de forças esmagadoras faz a terra tremer. Pelo que posso ver, a Saga de Hades em Lost Canvas é superior a Saga de Hades de Saint Seiya Classic. Nesse tempo de feriado no Japão, Saint Seiya vem salvando a semana.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é um cavaleiro.

Por Akanadin.

Crítica: Os Desafinados

Crítica: Os Desafinados.

Os Desafinados
Os Desafinados

Os Desafinados é um filme brasileiro dirigido por Walter Lima Jr. Elenco: Rodrigo Santoro, Claudia Abreu, Selton Mello, Alessandra Negrini, Ângelo Paes Leme, Jair Oliveira, André Moraes, Renato Borghi, Vanessa Gerbelli, Ailton Graça.

O filme conta a história de cinco amigos cariocas que formam a Banda Rio Cinco vão para Manhattan tentar se apresentar no famoso Carnegie Hall. Filme que conta um pouquinho sobre o começo da bossa nova dos anos 50, um pouco longo talvez, mas com um ritmo muito bom, um filme romantico, cativante, sem pretensão, um filme para ver com os filhos, com os pais e com os avós. Rodrigo Santoro (cantando muito bem), faz um personagem que sai do Brasil casado, mas se apaixona e vive um romance intenso com uma brasileira que vive nos EUA. Mostra excelentes atores brasileiros tendo que se superar, pois foram necessários aprendizados de piano, violão, apenas Jairzinho Oliveira é músico, com algumas cenas de Nova York nos anos 50 magnificas.

O filme é muito bom. Ganhou o prêmio internacional de melhor trilha sonora e também melhor fotografia. Um filme descompromissado e bonito, melhor que as porcarias que estamos acostumados a ver no cinema brasileiro, onde só mostra sacanagem e besteirol de graça.

Nota 9,0 para o filme.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é brasileiro.

Por Akanadin.

Megadrive: 20 anos

Megadrive: 20 anos.

Mega-Drive
Mega-Drive

Mega-Drive, video-game o qual foi o maior rival do que é considerado o melhor console de todos os tempos, o Super Nintendo. O Mega-Drive não ficava atrás e era tão bom quanto o Super Nintendo. A batalha entre Mario e Sonic sempre foi apertada e quem saiu ganhando sempre foram nós.

Veja o especial sobre o lendário video-game da Sega abaixo:

http://heroi.uol.com.br/conteudo.php?id=2171

Com seus “16-bits” em uma época em que isso era tudo o que importava para definir o avanço de um videogame, o Genesis deixa saudade por marcar o coração de diversos gamers com jogos de qualidade e a época de ouro dos títulos 2D de um ouriço que já foi rival do Super Mario, o nosso querido Sonic The Hedgehog.

O clássico nunca fica ultrapassado.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é 16 bits.

Por Akanadin.

Superman – Esperanças e Destinos

Superman – Esperanças e Destinos.

“É um pássaro, é um avião, não… Droga! É só o Superman. Vamos embora.” Por pessoas de Metrópoles.

“Para o alto e… Aí… Minhas costas!”. Por Superman.

Com grande expectativas, esperei ansioso por Superman Returns e quando vi… Grande decepção. Em 30 anos, o Superman não amadureceu em nada. Então, está na hora de reformular ele no cinema também.

Vejamos abaixo algumas idéias:

Superman e Batman - O Filme
Superman e Batman - O Filme

Os fãs de quadrinhos já estão cansados dessa dupla há muitos anos, nas no cinema seria novidade. Homem de Ferro teve uma participação no filme do Hulk e muitas pessoas babaram de emoção. Superman e Batman seria, pelo menos, lucrativo.

Homem Reciclável
Homem Reciclável

Vamos reformular ele. Funcionou com o Batman e o Incrível Hulk, por que não com o Superman?

Superman do Tim Burton
Superman do Tim Burton

Depois de Superman Returns, vale tudo. A idéia do exentrico diretor Tim Burton seria um Superman sombrio que se contém para não matar a cada soco, mesmo tendo essa vontade reprimida. Ele seria interpretado por Nicholas Cage. Vendo por esse lado, seria melhor o Michael Bay.:)

Superman e Mulher-Maravilha
Superman e Mulher-Maravilha

Mulher Maravilha merece um filme. O Superman precisa de um filme. Juntos seria como matar dois coelhos em uma cartada só. Seria interessante o triangulo amoroso Mulher Maravilha-Superman-Lois Lane. O vilão poderia ser Ares ou Hades, um Deus grego. Seria, no mínimo, interessante. Mudaria os ares em volta do Superman.

A Morte do Superman
A Morte do Superman

Funcionou muito bem nos quadrinhos, rendeu uma animação excelente e poderia resultar em um filme fantástico. O resultado seria avassalador. Com certeza reviveria o Superman no cinema, como fez nos quadrinhos.

Superman Elétrico
Superman Elétrico

Não foi aceito muito bem nos quadrinhos, mas quem sabe… As pessoas poderiam gostar. Com certeza, seria uma mudança brusca para quem está acostumado com o modo Christopher Reeve do Superman de ser.

All Star Superman - O Filme
All Star Superman - O Filme

Dominou o prestigiado prêmio Eisner, será perfeito usar a série como base para reviver o Superman. Seria um bom filme e poderia até ser indicado a alguns Oscars.

Superman e Homem-Aranha
Superman e Homem-Aranha

Poderia acontecer no cinema. Marcaria a união da Marvel e da DC no cinema. Talvez ao lado do personagem mais popular e humano, o Superman ganhasse nova vida.

Superman Vs. Hulk
Superman Vs. Hulk

Diferente da proposta acima, este se resumiria em: Hulk esmaga homem-bandeira voador. Com um alto orçamento, este seria o maior duelo do cinema. Maior que Godzilla Vs. King Kong, Freddy Vs. Jason, Alien Vs. Predador, Robocop Vs. Exterminador, etc… e coisa e tal.

Superman Gay
Superman Gay

Seria uma idéia estúpida, mas… Que sabe se vinga. Seria uma paródia bem sem noção.

Superman Negro
Superman Negro

Podemos deixar o Superman mais sombrio, mais sério, mais imponente, menos escoteiro, menos caricato, menos bobo. Seria uma boa maneira de dar um ar novo a ele. Tim Burton já pensou nisso.

Superman vs Magneto
Superman vs Magneto

Superman e X-Men. Seria uma abordagem nunca usada antes. Como seria o Superman de sempre, só que mutante. Curioso.

Superman Vs. Muhammad Ali - A Revanche
Superman Vs. Muhammad Ali - A Revanche

Sim, isso já aconteceu e o Superman perdeu a luta. Quem sabe dar uma revanche a ele em grande estilo no cinema?

Super Mulher
Super Mulher

Superman… Nunca mais. O poder feminino no cinema.:)

Superman Vs. Goku
Superman Vs. Goku

Superman Vs. Goku. Estados Unidos Vs. Japão. Comics Vs. Mangá. Superman Returns foi ruim e Dragon Ball Evolution foi péssimo. O renascer de dois titãs.

Superman Humano
Superman Humano

Vamos tornar o Superman mais humano. Mais realista. Menos apelão. Nada de empurrar Saturno com as mãos ou detruir uma galáxia com um espirro. Um Superman mais próximo das pessoas. Um Superman mais humilde.

Aids Superman
Aids Superman

Que tal essa abordagem. Um Superman com um assunto sério e polêmico? Seria inovador. Em vez de enfrentar um plano louco e bizarro de Lex Luthor, ele iria enfrentar uma realidade do mundo.

Superman Vs. Spawn
Superman Vs. Spawn

Seria o cross-over mais sombrio possível.

Superman e Batman Vs. Alien e Predador
Superman e Batman Vs. Alien e Predador

Metade do caminho já foi andado. Falta só a outra metade para acontecer no cinema.:)

Superman
Superman

Voltar ao básico. Aprender a fazer o Superman como deve ser feito. Improvável acontecer, mas seria mais saudável.

Enfim, por hoje é só. O post ficou bem grande. Está bom por hora.:)

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada salva o salvador.

Por Akanadin.

Superman – Alone in the Darkness

Superman – Alone in the Darkness.

Superman - The Dark Lost Hero
Superman - The Dark Lost Hero

O caso Warner Vs. Familia Siegel terminou. A família Siegel ganhou na justiça os direitos sobre o personagem. Em 2013, ela terá direitos esclusivos.  Então, a Warner tem até essa data para produzir um filme bom. Digo BOM mesmo e não outra porcaria como Superman Returns.

Interessante saber, que a família Siegel pode vender os direitos de Superman ao estúdio que quiser. Imagine a empresa vender os direitos a Marvel Studios?

Iron Man e Superman... Um futuro próximo ou alternativo?
Iron Man e Superman... Um futuro próximo ou alternativo?

O Batman é o cavaleiro das trevas… Mas o Superman está nas trevas há anos. Superman Returns somente o jogou mais fundo nas profundezas das trevas. Agora o Superman muda de dono e seu destino é incerto. A família Siegel vai receber finalmente o dinheiro que merece, sendo que Jerry Siegel recebeu, não me lembro exatamente, 300 dolares pelo herói. A Warner vai ter que pagar uma fortuna para a família.

É irônico pensar que depois de 70 anos, o Superman com toda sua força, velocidade, poderes, história, feitos, etc… Ainda fica nas sombras do Homem Morcego. É bonito o jogo de palavras: Batman é o cavaleiro das trevas, mas o Superman está nas trevas. É verdade. O Superman tem um total de 5 filmes e o Batman tem um total de 7. Seria o Batman mais interessante que o Superman? Talvez. Seria as histórias do Batman melhores? Talvez, mas creio que não é isso. Por que o maior momento de todos os tempos dos quadrinhos é considerado o confronto final do Batman Vs. Superman em Cavaleiro das Trevas de Frank Miller? Não é preciso responder essa pergunta.

Batman Vs. Superman
Batman Vs. Superman

Se pensarmos bem, refletirmos, veremos que o Superman é um personagem muito melhor que o Batman, consideramdo sua origem, sua composição, sua criação, sua essência. Mas o que foi feito do Superman depois de criado, seu desenvolvimento, não supera toda a história do Batman. A verdade é que o Superman é o personagem mais difícil de se trabalhar. Com ele é possível escrever histórias incríveis, mas ao mesmo tempo corre-se o risco de fazer histórias ridículas. Ambas as opções já aconteceram.

Interessante notar que em cinco filmes, os únicos vilões dos quadrinhos do personagens usados são: Lex Luthor (Todos) e Zod+Kriptonianos renegados (Superman 2). O vilão mais interessante nesse momento seria Brainiac. Seria o vilão perfeito para o Superman – Man of Steel que a Warner planeja, mas é claro que Lex Luthor estará no filme. Vamos evoluir o Superman, Warner.

Em suma, espero que o Superman saia das trevas. Ele merece muito, muito mais do que recebe e ser levado a sério. Assim como o Batman esteve diversas vezes nas trevas e sempre foi resgatado (Obrigado Frank Milller e Christopher Nolan, rezo para que o Superman saia da sombra do homem-morcego.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada está nas profundezas das trevas.

Por Akanadin.