Mario na fase da carranca maldita

Mario na fase da carranca maldita.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é…

Por Akanadin.

Anúncios

Mario na fase do cogumelo do sol tunado 2

Mario na fase do cogumelo do sol tunado 2.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Veja a parte 01 abaixo:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2010/04/25/mario-na-fase-do-cogumelo-do-sol-tunado/

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Tunado.

Por Akanadin.

Crítica: Alice nos País das Maravilhas (2010)

Crítica: Alice nos País das Maravilhas (2010).

Alice no País das Maravilhas - 2010
Alice no País das Maravilhas - 2010

O nome do filme devia se chamar: Alixo no País das Porcarias. Bom, nem tanto, mas o filme é ruim mesmo.

Para começo de conversa, o filme foi vendido durante meses como um remake do clássico Alice no País das Maravilhas, mas é uma continuação. Um epílogo eu diria melhor. Alice está adulta e vai se casar. Foge do casamento e segue o coelho branco. Vai parar no País das Maravilhas, a maioria não se lembra dela, nem ela lembra deles lá, ela é a escolhida que vai salvar o mundo, tem que escolher voltar ou ficar no final, seus amigos tentam protege-la a todo custo sacrificando suas vidas, ela não quer que ninguém se machuque e não quer matar ninguém, deseja fugir de seu destino de escolhida, etc… Quanto clichês, não? Infelizmente, todos estão presentes no filme. Nem o Jonnhy Deep consegue segurar o filme, mesmo sendo abusivamente exposto no filme. Aliás, ele está bem canastrão no longa. A Alice é sonsa e sem carisma. O filme é estilo Avatar, só presta o cenário e efeitos, mas nem isso impressiona tanto. Não sei se disse, mas eu não gosto do Tim Burton e não foi dessa vez que minha imagem sobre ele mudou.

A melhor parte do filme é um flash-back quando Alice se lembra da primeira vez que esteve no País das Maravilhas. E só. O Tim Burton não sabe fazer remakes e adaptações. Pode ver por Batman, Batman – O Retorno, Planeta dos Macacos e A Fantástica Fábrica de Chocolate que ele era o diretor. Olha que eu gostava desses filmes antigamente, mas depois eu percebi o quanto eles eram ruins. Principalmente Planeta dos Macacos e Fábrica de Chocolate que são um insulto aos filmes originais.

Nota ZERO para este filme.

Nota 0. Merda de Porco
Nota 0. Merda de Porco

Este filme é merda de porco. Olha só o enrolado acima. 🙂

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Alice.

Por Akanadin.

Crítica: Homem de Ferro 2

Crítica: Homem de Ferro 2.

Iron Man 2
Iron Man 2

Bom, antes de mais nada, batam palmas. Batam palmas, pois este filme é fodz. As pessoas vão perguntar: Este filme é melhor que The Dark Knight (Batman – O Cavaleiro das Trevas)? Então eu direi: Não consigo dizer. Não consigo. Não consigo decidir qual é o melhor. Se podemos comparar Homem de Ferro com Batman Begins, logo iremos comparar Homem de Ferro 2 com Cavaleiro das Trevas, o que não deve acontecer, pois este claramente é diferente de Cavaleiro das Trevas. Muitos disseram que os próximos filmes de Super-Heróis iriam imitar Cavaleiro das Trevas por causa de seu sucesso e qualidade. Concordo, mas este não foi o caso de Homem de Ferro 2. O filme é sensacional. Em termos de ação, passa na frente do primeiro filme que é modesto nesse quesito, mas isso não faz com que as cenas de ação de Homem de Ferro 2 sejam forçadas e apelativas. São excelentes cenas de ação. Destaque para a corrida de Formula 1 e a seqüencia final que é de deixar o queixo cair, pelo menos tive que me segurar na cadeira.

O Invencível Homem de Ferro
O Invencível Homem de Ferro

Posso fazer uma boa comparação com Cavaleiro das Trevas: O roteiro é forte. Acontecimentos que acontecem no começo ganham repercussão ao longo da trama. Fatos do primeiro filme são abordados, desenvolvidos, explorados e trabalhados como a relação entre Tony Stark e o pai, o alcoolismo de Tony, sua relação com Pepper, Nick Fury e a Iniciativa Vingadores (Que acontece depois dos créditos de Homem de Ferro, o primeiro), a Shield, O governo contra o Homem de Ferro, a mídia, o povo, a Viúva Negra que chuta bundas e libera o sexy appeal no ar, tecnologia. Tecnologia é que o fãs da Marvel mais gostam em seus quadrinhos. Quando vemos o jovem Peter Parker e Reed Richards terem seus intelectos jogados de lado e banalizados no cinema, o que nos orgulha é ver Tony Stark tão genial. O que este homem faz nos dois filmes é de deixar qualquer Albert Einstein com inveja e não estou exagerando. A armadura do Homem de Ferro, o reator no peito e todas as maravilhas tecnológicas do filme são um show a parte. E que show. 🙂

Iron Man is Tony Stark
Iron Man is Tony Stark

Apesar de fodz, o Homem de Ferro ainda é Tony Stark, um fraco ser humano. Neste filme, ele está mais “lascado” do que o primeiro. Não é surpresa. Por revelar a sua identidade em cadeia nacional, como visto no final do primeiro e no começo deste segundo, o governo tenta de todo para colocar as mãos na tecnologia do Homem de Ferro. Entra naquela discussão básica de que o conhecimento do homem pertence a humanidade. Então vemos várias tentativas de se tornar o novo Homem de Ferro. A maioria falha, mas há algo que os vilões atingem. Algo que causa a queda do Homem de Ferro. Então, tudo vai dando errado, mas não entrarei em spoilers. Tony Stark começa a ser assombrado de todos os lados. Como ele dá a volta por cima: Bom, de uma maneira muito fodz.

Chicote - Whiplash
Chicote - Whiplash

Chicote impressionou. Não era que o personagem rendeu no filme? De fato, ele teve uma participação no filme excelente. Não é como um certo “Homem de Areia”, “Mutantes diversos”, “Gangsters”, “etc…”, de nome que figuram filmes de super-heróis, se é que entendem. De fato, Mike Rourke, se é que escrevi direito, fez um ótimo trabalho e tem grande importância no filme.

Nick Fury and Tony Stark: Vingadores
Nick Fury and Tony Stark: Vingadores

Além do filme em si que é bom, este é mais um grande passo, mais uma parte do épico que será o filme dos Vingadores. Se você remover o filme dos Vingadores da cabeça, já é muito legal esse universo de personagens criado pelo cinema. Muit0 fodz.

Iron Man and War Machine
Iron Man and War Machine

Máquina de Guerra estréia no filme. Não achei muito fodz a química entre eles como no primeiro filme, mas funciona ao longo do filme.

Outra consideração: Humor. Há bastante humor no filme, mais até que o primeiro, mas isso é mérito. O filme é divertido e empolgante, prova que não é necessário ser triste e sério para ser bom, coisa que sempre defendi. O filme não tem o ritmo de The Dark Knight, por isso muito fan boys vão reclamar. Stick on they Asses. São todos uns emos. Um filme não precisa ser complexo para ser bom e Cavaleiro das Trevas não é complexo. Se eu entendi facilmente a mensagem do filme, como ele pode ser complexo? Cavaleiro das Trevas é inteligente. Muito inteligente, bem feito, amarrado, bem dirigido e fodz. Iron Man 2 também é. Então, eu recomendo altamente.

Bom, é isso. Tentei não dá spoilers, mas alguns passaram por meus dedos. 🙂

Nota 10,0 para Homem de Ferro 2.

Nota 10. Feijoada Completa
Nota 10. Feijoada Completa

Nota máxima para Iron Man 2. Nota 10,0. Gostaram do novo sistema de notas? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Abaixo, leia a crítica dos filmes que antecedem The Avengers:

Crítica – Iron Man:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2011/07/28/critica-homem-de-ferro-iron-man/

Crítica – The Incredible Hulk:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2011/07/28/critica-o-incrivel-hulk-the-incredible-hulk/

Crítica – Thor:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2011/04/29/critica-thor/

Critica – Captain America – The First Avenger:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2011/07/30/critica-capitao-america-o-primeiro-vingador-captain-america-the-first-avenger/

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Iron Man 2.

Por Akanadin.

Bignada Quasar Avisa: Novo Sistema de Atribuição de Notas

Bignada Quasar Avisa: Novo Sistema de Atribuição de Notas.

A partir de agora, um novo sistema de notas será usado.

Em vez de dar notas numéricas simples e direitas, serão atribuídas aos filmes e games que eu criticar um método poser e zé-graça.

Foi idéia do Porco-Aranha. 🙂

O primeiro filme a receber este novo sistema será o Invencível Homem de Ferro.

A seguir… Homem de Ferro 2.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Quasar.

Por Akanadin.

Homem de Ferro 2 – Amanhã: Assistirei na estréia! Ansiedade grande demais!

Homem de Ferro 2 – Amanhã: Assistirei na estréia! Ansiedade grande demais!

Iron-Man 2 - O Invencível Homem de Ferro
Iron-Man 2 - O Invencível Homem de Ferro

Sinto que sairei do cinema com a mesma satisfação de quando assisti a Cavaleiro das Trevas ou até mais. 🙂

Eu já planejava assistir a esse filme na estréia, mas o mesmo está recebendo críticas tão boas que a ansiedade aumentou muito.

Estou planejando escrever outro relato de um fã. 🙂

Amanhã. Não percam. Eu não vou. XD

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Iron-Man.

Por Akanadin.

A Evolução dos Games – Fox

A Evolução dos Games – Fox.

Star Fox
Star Fox

Se podemos dizer que há um game pretensioso na Nintendo. Não no sentido de mudar nossas vidas, mas de revolucionar a tecnologia em gráfico de games, este foi Star Fox. Esta franquia já nasceu determinada a ser grande e conseguiu. Fox, obviamente uma raposa, é um personagem que em poucos passos ganhou destaque na Nintendo e em poucos anos entrou na categoria de clássico. Verdade esse que com apenas dois jogos, o personagem Fox foi incluido no Smash Bros, franquia que reuni todos os medalhões da Nindtendo como Mario, Link, Kirby e Samus, etc… Saiba mais sobre Star Fox abaixo:

Star Fox (em japonês: スターフォックス Sutā Fokkusu?) é uma popular franquia de vídeo games do gênero shooter ao mais puro estilo matamarcianos, produzida e distribuída pelaNintendo.

A série consta de 5 jogos até o momento distribuídos nos seguintes consoles de Nintendo:Super NintendoNintendo 64GameCubeNintendo DS.

Sistema de jogo

Cada jogo tem sua própria história, que se vai desenvolvendo em fases. O principal objetivo de cada fase é destruir a maior quantidade de inimigos possível, obtendo certa pontuação por cada um derrubado. O veículo principal será a nave Arwing, mesmo que outras vezes se poderão usar outros veículos, como o tanque Landmaster. Os veículos têm diferentes características: velocidade, uso, disparo,…

As fases se desenvolvem com certa linearidade, pois desde que se começa até o final não podemos girar a nave por outros caminhos diferentes ao que marca a tela. A maioria de fases têm um chefe final, bastante grande e mais resistente que os outros inimigos, o qual costuma ter alguns pontos débeis que devem ser aproveitados.

Na tela, sempre aparece uma barra de vida, que quando se esvazia, se perde uma vida e se deve reiniciar a missão, pois o veículo foi destruído; o número de bombas das que se dispõe; um radar que indica as posições de amigos e inimigos; e um ponto de mira que servirá ao jogador para apontar aos inimigos e que é principalmente o que se pode movimentar.

Durante as missões se ouve mensagens de certos personagens, a maioria de integrantes da equipe Star Fox, que necessitam da ajuda do jogador porque estão sendo perseguidos, dão pistas, reorganizam a missão ou, simplesmente, conversam para dar certo realismo à ação.

Este é o sistema de jogo da saga a grandes rasgos. Para conhecer mais detalhadamente este aspecto, visitar cada jogo separadamente.

Star Fox foi um dos jogos de Super Nintendo a utilizar o chip Super FX.

Jogos

Os principais jogos da série são:

Em minha opinião e de grande maioria dos gamers, o Star Fox que mais revolucionou, aquele que consagrou a franquia, aquele que impressionou gente de mais até e aquele que guardo até hoje o cartucho em bom estado a mais de 10 anos foi obviamente o épico: Star Fox 64.

Star Fox 64
Star Fox 64

Star Fox 64 (em japonês: スターフォックス64 Sutā Fokkusu Rokujūyon?), também conhecido como Lylat Wars na EuropaOceania (devido a problemas com direitos autorais). Ele foi lançado em 27 de Abril de 1997 no Japão, em 1º de Julho de 1997 naAmérica do Norte e em 20 de Outubro de 1997 na Europa e na Austrália. Depois, ele foi importado ao console exclusivo da China iQue Player em 21 de Novembro de 2003. Além disso, ele foi planejado como um remake do jogo original Star Fox[1].

Muitos aspectos deste jogo foram reaproveitados no projeto Star Fox 2, que seria lançado para o Super Nintendo mas foi cancelado pelos desenvolvedores, visto que o Nintendo 64 já estava quase chegando ao mercado. Star Fox 64 foi o primeiro jogo do Nintendo 64 a se utilizar do Rumble Pak[2], acessório que faz o controle tremer.

trilha sonora de Star Fox 64 foi composta por Kōji KondōHajime Wakai. Algumas músicas deste jogo foram utilizadas novamente em outros jogos da franquia.

Jogabilidade

Em Star Fox 64, o jogador controla um dos veículos pilotados por Fox McCloud, geralmente uma Arwing, que segue uma trajetória fixa, normalmente para frente. O veículo controlado pode realizar manobras ao redor da tela a fim de desviar dos obstáculos e atirar comcanhões de laser nos inimigos que se aproximam.[3] Todos os veículos, exceto o Blue Marine, também podem carregar o seu canhão de laser para liberar um poderoso tiro perseguidor.

Além da progressão contínua a que se submete o jogador, afinal a nave não pode parar estando sempre em movimento, algumas fases e chefes possuem o “all-range mode” (cuja tradução seria modo de longo alcance), em que há liberdade para ir e vir dentro de uma área delimitada.[3] Ao se chegar à margem da área pré-definida a nave irá impreterivelmente fazer um loop e retornar, manobra conhecida comoImmelmann), chamada no jogo de “U-turn”, termo equivalente a “retorno” nos sinais de trânsito.

Em Star Fox 64 as personagens recebem voz, ao invés de “falarem” através de múrmurios sem sentido como no jogo anterior. No entanto, as “vozes” do jogo original, referidas à “Lylat” no menu de opções de línguas, podem ser ativadas na versão PAL, apesar disto não ser possível na versão Japonesa ou Americana NTSC. O jogo utiliza o diálogo muito mais do que o original e, juntamente com seqüências cinematográficas, acelera o passo da narrativa, tornando-a um pouco mais verossímil e interessante. Esse diálogo também tornou-se motivo de chacota, principalmente devido a frases que se repetem diversas vezes ao longo do jogo.

Novidades

Entre as novidades introduzidas pelo jogo está o diálogo viva-voz entre os personagens, que veio substituir as legendas do jogo antigo. Outra inovação foi o caráter indefinido na mudança de fases: ao invés de seguir um caminho só, o jogo pode tomar rumos diferentes caso uma ou outra tarefa seja ou não cumprida.

O jogo apresenta pela primeira vez na série a equipe Star Wolf, alter ego malígna dos mocinhos, a equipe Star Fox.

Finalmente, para o jogo não ficar enfadonho e com poucas missões, foi adicionado um objetivo a mais: cada fase garante medalhas ao jogador ao se abater determinado número de inimigos, chegando com a nave intacta ao fim dela. São números difíceis de se alcançar, diga-se de passagem. Uma surpresa é revelada quando se consegue todas as medalhas.

Considerado pela maioria dos fãs o melhor jogo da franquia Star Fox.

Enredo

O cruel cientista Andross foi mandado para o exílio no planeta deserto Venom, expulso de Corneria. Um dia, algo estranho é detectado em Venom, e uma equipe de pilotos é mandada para lá investigar. Integram o time Pigma DengarJames McCloud (pai de Fox, o protagonista da série) e Peppy Hare. Quando chegam a Venom, Pigma os trai enquanto James é capturado, e Peppy consegue escapar e voltar para Corneria (o caminho Vermelho no jogo, a nave de James aparece na última fase para ajudar Fox a escapar da explosão ).

Uma nova equipe é formada pelos pilotos Fox McCloud (o jogador), Falco LombardiSlippy ToadPeppy Hare. Fox é a última esperança de Corneria para pôr um fim nos planos insanos de Andross e assegurar a paz no sistema solar de Lylat.

Uma diferença significativa deste para o jogo original é que a equipe de Star Fox, embora mercenários em ambos, já dispõe de todas as naves (incluindo a nave-mãe) necessárias, enquanto no primeiro eles são recrutados para serem pilotos de Corneria.

Trivia

Star Fox 64 contém algumas referências a outros trabalhos, principalmente filmes:

  • Música de abertura – Assemelha-se muito à música de abertura do filme Jurassic Park, composta por John Williams;
  • Katina – Nesta fase as naves inimigas se parecem muito com as naves alienígenas do filme Independence Day;
  • Katina – Ainda nesta fase, a nave-mãe se assemelha à nave-mãe de Independence Day;
  • Aquas – Nessa fase, em certo ponto, Peppy diz: “I’ve got a bad feeling about this.”, como Han Solo diz em Star Wars Episode IV: A New Hope;
  • Cenas finais – A seqüência final do jogo, quando a equipe Star Fox adentra o hall com soldados enfileirados ao seu lado se parece com o fim do filme Star Wars Episode IV: A New Hope;
  • Sector X – O “rosto” do chefe da fase (a procurada “secret weapon”) é uma referência ao computador HAL, de 2001: uma odisséia no espaço;
  • Sector X – Ainda sobre o chefe: durante a batalha ele diz “Where is the creator?” – uma referência ao 1º filme de Star Trek.
  • Fortuna – O aspecto geral da fase faz referência à Hoth, planeta de Star Wars.

Veja o outros A Evolução dos Games – Heróis em:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2009/08/22/a-evolucao-dos-games-donkey-kong/

https://bignadaquasar.wordpress.com/2009/08/23/a-evolucao-dos-games-super-mario/

https://bignadaquasar.wordpress.com/2009/08/24/a-evolucao-dos-games-link/

https://bignadaquasar.wordpress.com/2009/10/05/a-evolucao-dos-games-megaman/

https://bignadaquasar.wordpress.com/2009/10/15/a-evolucao-dos-games-sonic-the-hedgehog/

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Star Fox.

Por Akanadin.