Remake de Robocop ganha primeiro vídeo viral

Remake de Robocop ganha primeiro vídeo viral.

RoboCop - ED-209 - Omnicorp
RoboCop – ED-209 – Omnicorp

E começa a campanha viral do novo Robocop, dirigido pelo José Tropa de Elite 1 e 2 Padilha. Assista abaixo um vídeo comercial da Omnicorp:

O vídeo não mostra muito, mas pudemos ver o novo ED-209, que é bem parecido com o antigo, só mais escuro e mais high-tech, além de uma nave da Omnicorp. Além, podemos ver de relance algumas partes da armadura do Robocop, que tem a mesma cor do ED-209, ou seja, ele vai ser bem diferente do que o antigo.

José Padilha… Robocop Preto… Acho que o remake vai se chamar Robocop de Elite e vai ter o Wagner Moura como Murphy. haha

Robocop - Wagner Moura
Robocop – Wagner Moura

Falando sério agora, eu acho que esse filme está fadado ao ostracismo, por que, por melhor que ele seja feito, o primeiro Robocop é um filme excelente até hoje, o que vai torna esse filme muito desnecessário. Vai acabar sendo um Espetacular Homem-Aranha, que promete uma visão totalmente nova, mas acaba sendo bem redundante. Sem falar que o Padilha não passa de um brasileiro em meio a gringos engavatados, o quão liberdade artística ele tem sobre o filme? Enfim… Eu estou temeroso, mas… Sempre pode render algo bom. É pagar pra ver.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é Robocop de Elite.

Por Akanadin.

Anúncios

The Dark Knight Rises (Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge) – Sinopse Oficial e Featurette de 13 minutos

The Dark Knight Rises (Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge) – Sinopse Oficial e Featurette de 13 minutos.

The Dark Knight Rises
The Dark Knight Rises

Faltando apenas 20 vintes para a estréia de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises), o Mundo Bignada (BignadaQuasar e BignadaForever) entram em clima de trevas e muita coisa sobre o morcegão será postada.

Abaixo, a sinopse oficial do filme:

“Passaram-se oito anos desde que Batman desapareceu na noite, e naquele instante passou de herói a vilão. Ao assumir a culpa pela morte do promotor Harvey Dent, o Cavaleiro das Trevas sacrificou tudo o que era importante para ele, e agora sofre uma perseguição liderada por seu amigo Comissário Gordon. Agora, ele terá de lidar com a chegada de uma ladra muito esperta e misteriosa, a Mulher-Gato. Muito mais perigoso, no entanto, é o aparecimento de Bane, um terrorista mascarado, cujo plano é tirar Bruce desse exílio auto-imposto”.

Hoje também vos tragos um featurette de 13 minutos aew do filme. Batmaníacos, aproveitem um o vídeo, com direito a Christian Bale, Christopher Nolan e companhia.

Enfim, na próxima semana ou na seguinte faremos um podcast preliminar sobre o filme e imediatamente após assisti-lo será gravado o podcast já com a minha opinião (E quem sabe os outros membros do blog presentes) sobre ele, ao passo que nesse meio tempo será disponibilizado muito quadrinhos bacanas do Morcego no BignadaForever. Então… Fiquem ligados.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é TDKR comming soon.

Por Akanadin.

Nadacast #36 – O Espetacular Homem-Aranha

Nadacast #36 – O Espetacular Homem-Aranha.

E o podcast de hoje é sobre o Espetacular Homem-Aranha.

Nadacast #36 - O Espetacular Homem-Aranha
Nadacast #36 – O Espetacular Homem-Aranha

Fala galera nerd. Nós aqui do Bignada tiramos grande parte da semana para tirar uma onda e ir ao cinema. Assistimos O Espetacular Homem-Aranha. Eu gostei do filme, o Super-Obama e o Ice Killer nem tanto, mas o filme está longe de ser uma bomba. O filme agradou alguns, desagradou outros… Ele é irregular como os filmes anteriores. Enfim, esse podcast é dedicado ao filme. Breve, porém não dispensável, pretendo gravar outro podcast sobre Homem-Aranha em muito breve, com a mesa cheia. hehe

Para ir para a página do Nadacast, clique no link abaixo:

http://bignadaforever.blogspot.com.br/2012/07/nadacast-36-o-espetacular-homem-aranha.html

Leia a crítica do filme clicando no link abaixo:

https://bignadaquasar.wordpress.com/2012/07/05/critica-o-espetacular-homem-aranha/

E aew? Gostaram do Podcast? Em breve, muito em breve, gravarei outro podcast sobre Homem-Aranha com a mesa cheia de outras opinião e não só as minha com muito mais embasamento, opiniões pessoais e cagações de regra. haha

Para ir para a página do podcast anterior sobre games de Espadas e Dragões, clique no link abaixo:

http://bignadaforever.blogspot.com.br/2012/06/nadacast-35-espadas-e-dragoes-nos-games.html

Mundo Bignada, onde nada é para sempre e nada é Nadacast #36 – O Espetacular Homem-Aranha.
Por Akanadin.

Crítica: O Espetacular Homem-Aranha

Crítica: O Espetacular Homem-Aranha (The Amazing Spider-Man).

E a Sony prova mais uma vez que não tem e provavelmente nunca terá a mesma pegada que a Marvel Studios possui e faz mais um Homem-Aranha com irregular, com erros e acertos… Ou seja, o reboot não se justificou.

The Amazing Spider-Man
The Amazing Spider-Man

Havia dois caminhos para a Sony seguir após o terrível Homem-Aranha 3 que eram: Prosseguir a franquia com Homem-Aranha 4 e tentar corrigir os erros ou rebootar a franquia com um novo filme, novo elenco, novo diretor. No caso, o Sam Raimi pulou fora do barco após vários desentendimentos com o estúdio que começaram desde a produção de Homem-Aranha 3, então só restou a Sony rebootar a franquia. Um dos maiores temores se confirma, que era o fato deles recontarem novamente a origem do Homem-Aranha. Mesmo eles dando uma roupagem mais realista e suja aqui, por assim dizer, não tem como não lembrar do outro filme. O filme começa com a tal Untold History, mostrando o passado dos pais do Peter, mas depois esquece ela, então nesse momento senti que estava assistindo um remake do Spider-Man de 2002. Temos um vilão inicialmente bom que depois que ganha poderes fica louco e violento, ou seja, repeteco de todos os três filmes anteriores, como se todos os vilões do Homem-Aranha seguissem a mesma fórmula, o que não é verdade.

É claro que o filme tem qualidades também e está longe de ser uma bomba. Ele é irregular como todos os outros da franquia (Homem-Aranha 2 é o mais acertado e Homem-Aranha 3 é o mais equivocado) e mostra que a Sony não aprendeu com seus erros ou não quer aprender. Na minha opinião, Andrew Garfield é um ator bem melhor que o Tobey Maguire. No filme, ele faz um Peter Parker meio atormentado. Nerd e desajeitado, porém intrépido. Seu Homem-Aranha é expressivo. Ele tem alguns momentos no filme onde o mesmo chega perto do herói tagarela e sarcástico dos quadrinhos, um troll. Infelizmente, o filme não aproveita tanto isso, tentando ser mais sombrio e sério.

Espetacular Homem-Aranha
Espetacular Homem-Aranha

A parte técnica do filme está impecável. Os efeitos especiais estão muito bons, as cenas de ação são eletrizantes. Muito do que é feito dispensa CGI, há muitas cenas do Homem-Aranha se balançando e se movendo na integra. Nos filmes anteriores, a cidade de Nova York parecia pequena, enquanto o herói se balançava em suas teias, aqui ele meio que some entre os prédios, tudo é gigantesco. A teia do personagem está mais bem feita também, além de que o herói a usa de maneira melhor nesse filme. Há algumas poses do Aranha que parece que foram tiradas diretamente dos quadrinhos, fortemente influenciadas pela fase do Todd McFarlane inclusive. Além disso, o Aranha está mais rápido e ágil, se move mais naturalmente. Outro ponto positivo é a polícia, não gostava daqueles gordinhos comedores de rosquinha inúteis do filme do Sam Raimi (Aqui eles até conseguem acertar um tiro no herói. haha). Emma Stone manda muito bem como Gwen Stacy e o casal é bem trabalhado aqui lembrando literalmente 500 dias com ela em alguns momentos, ponto pro Marc Webb.

Agora os defeitos. O filme é bem mais sobre o Peter Parker do que o Homem-Aranha. Mal vemos a repercussão do herói na cidade, só em alguns momentos. O vilão Lagarto está bem feito no filme, é violento e ameaçador. Ele proporciona cenas muito boas, em um momento há uma homenagem Jurassic Park, além de que a porradaria entre ele e o Aranha é fodz. O problema é que, como eu disse antes, ele é um repeteco de toda a franquia do cinema: O homem bom que fica louco. No filme ele é meio raso, nos quadrinhos ele possui uma esposa e um filho pequeno, não sei porque não usaram isso no cinema. A Untold History não funciona. Colocar os pais do Peter no filme não acrescentou nada a ele, nem causou nenhum interesse maior, quanto mais ajudou o drama, sem falar que ela serviu para perder tempo, pois eles esquecem ela e só muito depois que tocam de novo no assunto. Pior, desviou a atenção da morte do Tio Ben, o que atrapalhou. Há algumas coisas que ficaram por demais jogadas no longa, como os largartos indo para o esgoto (Fenômeno que não é explicado), assim como os policiais “contaminados” pelo vilão, mais fica por isso mesmo, além do fato claro de que o passado dos pais do Peter não chega nem perto de ser revelado.

Em suma, a Sony se auto sabota. Ela promete que vai fazer algo novo, mas não o faz, não ousa o bastante para tal. Ela optou por fazer um filme mais sombrio. Por um lado eu gostei de ver um filme mais sujo do Homem-Aranha. Peter volta por diversas vezes para casa todo ferrado e o Lagarto é um vilão de fato perigoso. Por outro lado, isso deixa o filme arrastado em alguns momentos. Ele tinha potencial para ser muito mais divertido. Corrigiram alguns problemas dos filmes anteriores, em compensação criaram novos problemas, além de manter alguns problemas antigos.

Apesar de tudo, há algumas cenas antológicas, como o salvamento do Homem-Aranha de um garotinho na ponte, o Aranha trollando um bandido e os guindastes no climax do filme. Há outros dispensáveis e há coisas que eu esperava acontecer, mas não direi para não me alongar mais e não dar mais spoilers. Ao final de tudo, foi muito bom rever o Homem-Aranha novamente no cinema, pois eu sou fã do personagem. O filme está longe de ser uma bomba, mas já estamos no quarto filme do Aranha no cinema, queremos ir além. A Sony está empancando com o herói assim como a Warner empacou com o Superman. No fim, as melhores histórias do Cabeça de Teia ainda estão nos quadrinhos.

Nota 8,0 para Espetacular Homem-Aranha.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é The Amazing Spider-Man

Por Akanadin.

Crítica: John Carter

Crítica: John Carter.

John Carter
John Carter

A lerdeza as vezes se converte em falta de criatividade na mente das massas. John Carter de Marte é uma obra criada a 100 anos atrás, se não estou equivocado, e foi fonte para muitos filmes de aventura tirarem inspiração. Vou usar como exemplo um filme recente que remete muito a John Carter que é o Avatar de James Cameron. Pelo filme ter saído primeiro e ter obtido muito mais sucesso, qualquer pessoa vendo alguns momentos de John Carter pode facilmente fazer referências a Avatar, quando na verdade é Avatar que faz as referências. Enfim, John Carter também lembra 300, Gladiador, Principe da Pérsia, etc… Isso é inevitável e foi isso que culminou no fracasso de bilheteria do filme, aliado ao fato de que a divulgação foi fraca e a Disney esperava demais do filme. Ele custou 250 milhões, mais caro que Vingadores, mas com MUITO menos hype. Junto ao fato de que não tem nenhum ator popular/famoso, aí já viu.

Apesar disso, eu não achei um filme ruim, muito pelo contrário. Achei este um filmão de aventura. Ele também tem um visual incrível, aliáis o visual do filme é o seu ponto forte disparado. Desde as paisagens desérticas de Marte até o CGI e figurino dos personagens.

John Carter entre os Mundos
John Carter entre os Mundos

O filme é bem simples e despretencioso, não há mistério quando se fala sobre ele. John Carter (Taylor Kitsch) é um protagonista bacana, o herói deslocado fisico e culturalmente. Dejah Thoris (Lynn Collins) é a mocinha do filme e juntos ela e o protagonista formam um casal com uma boa química. De resto, os personagens em CGI são bem mais expressivos que os demais atores do filme. Destaque para o “cão” Wola, que é um alívio cómico muito bom e os Tharks que são Navi´s sem a frescura pseudo-ambientalista do James Cameron (haha). O filme possui dois vilões: Sab Than (Dominic West) que faz um conquistador genérico, estilo o vilão do Conan, só que com menos caretas, e o Matai Shang (Mark Strong) que já é um pouquinho mais interessante, mas não tanto.

Como eu disse antes, a parte técnica do filme é o ponto forte do longa-metragem. Outra coisa que poderia ser melhor é o final do filme. Deixa aquele gosto de coisas pendentes que serão resolvidas na continuação, mas o maior problema é a falta de um grande climax. No final das contas, John Carter é um bom filme. Ele poderia ser mais expressivo em alguns pontos, mas num todo é um bom filme de aventura.

Nota 9,0 para John Carter.

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é John Carter.

Por Akanadin.

The Wolverine – Diretor promete mudanças intensas no novo filme

The Wolverine – Diretor promete mudanças intensas no novo filme.

Wolverine Samurai
Wolverine Samurai

“Hugh Jackman voltará a encarnar Wolverine em cerca de três semanas, segundo o The Daily Telegraph. The Wolverine começa a ser rodado em agosto, como anunciado anteriormente, mas o ator deve chegar à Austrália um pouco antes para finalizar a sua preparação para o papel.

Em entrevista à MTV, o diretor James Mangold falou sobre o filme  e prometeu mudanças profundas na franquia do personagem: “Acho que não estamos fazendo um reboot, mas estamos indo muito além do que já foi feito e estamos encontrando uma forma de fazer isso da maneira mais original possível. Acho que o filme está em um momento mais intenso do o que já foi visto. Nesse sentido, estamos examinando o visual e tudo mais sob esse prisma. Isso afetará tudo, da estrutura muscular [do Wolverine] ao seu visual”.

O longa terá como base a série Eu, Wolverine. Na saga japonesa criada por Chris ClaremonteFrank Miller, base do roteiro de Christopher McQuarrie (Operação Valquíria) reescrito por Mark Bombac (Duro de Matar 4.0) Wolverine viaja ao Oriente em busca do amor, mas encontra apenas fúria. Humilhado em combate perante a bela Mariko Yashida, Logan descarrega sua ira na organização criminosa Tentáculo, iniciando também um poderoso embate psicológico entre sua fera interior e o homem que ele deseja ser.

The Wolverine estreia em 26 de julho de 2013″.

Fonte:

http://omelete.uol.com.br/wolverine/cinema/wolverine-diretor-promete-mudancas-intensas-no-novo-filme/

A notícia nos serve para nos lembrar que ano que vem estréia um novo filme do Wolverine que provavelmente será ruim, mas tudo bem. O diretor aí só falou o mesmo jabá de sempre, mas tudo bem. haha

BignadaQuasar, onde nada é cósmico e nada é The Wolverine – 2013 is comming.

Por Akanadin.

Batman Vs. Wolverine – Super Power Beat Down – Episódio 03

Super Power Beat Down – Batman Vs. Wolverine.

Agora, o trago até vocês outro confronto épico do Super Power Beat Down. Batman Vs. Wolverine.

Batman Vs. Wolverine - Super Power Beat Down
Batman Vs. Wolverine – Super Power Beat Down

Continuar a ler “Batman Vs. Wolverine – Super Power Beat Down – Episódio 03”