Japoneses criam DVD de 25 Terabytes?!

Japoneses criam DVD de 25 Terabytes?!

A guerra entre as mídias HD-DVD e Blu-Ray terminou anos atrás, com a vitória da mídia azul da Sony, de até 50GB. No entanto, os japoneses (sempre eles!) conseguiram um feito inacreditável, que deixou a alta definição do Blu-Ray no chinelo, aparentemente.

De acordo com os cientistas nipônicos, a capacidade do DVD pode ser aumentada de 4.7GB e 9GB para até 25 Terabytes. Em resumo, 25 mil gigabytes. Como? O líder do projeto e professor de química da Universidade de Tóquio Shin-ichi Ohkoshi tenta explicar como funciona. Ele diz que, pintando um material variante do óxido de titânio no DVD, que pode ou não conduzir eletricidade dependendo da esposição à luz do composto, é possível ampliar a capacidade do DVD tradicional em até mil vezes a capacidade do Blu-Ray.

Não bastasse isso, Ohkoshi afirma que o óxido de titânio, necessário para fazer DVD milagroso, custa um centésimo do composto necessário para fazer os DVDs e Blu-Rays de hoje em dia. E pra terminar com chave de ouro, uma das fontes diz que não serão necessários novos aparelhos nem novos formatos de arquivo para serem rodados. Ou seja, seu aparelho poderá ler sem problemas este DVD megaboga. No entanto, outra fonte mais recente diz que um equipamento novo será necessário para ler partículas tão pequenas de informação.

O projeto está em fase inicial e deve demorar alguns anos para ser completado. Mas de qualquer forma, mais uma vez os japoneses mostram ao que vieram.

Fonte:

Via Ciência Hoje.pt e Physorg

Japan is Awesome!

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é 25 Tera.

Por Akanadin.

Anúncios

Crítica: O Aprendiz de Feiticeiro

Crítica: O Aprendiz de Feiticeiro.

Aprendiz de Feiticeiro
Aprendiz de Feiticeiro

Talvez por eu ter lido muitas críticas negativa  antes do assistir a este filme que eu cheguei a gostar dele.

Li muitas críticas falam bem mal deste filme. Eu o assisti semana passada e agora faço sua crítica. Digo que o filme não é ruim. O filme é até normal demais eu creio. Digamos que seja um Motoqueiro Fantasma ou Alice no País das Maravilhas. Ambos não são filmes que se possa dizer ruins, mas que tinham potencial e tinham tudo para serem bons. O primeiro, Ghost Rider, peca muito em ser um filme com violência praticamente nula, efeitos especiais dignos de Smallvile, curto e seco demais. Alice, por outro lado, tem efeitos especiais até bons, mas é completamente vazio. O filme é raso e nada acrescenta a mitologia de Alice ou a Disney.

O Aprendiz de Feitceiro entra nessa categoria. Por que fizeram esse filme afinal? Ele não tem um roteiro excelente, não tem efeitos excelentes, atuações boas, um história e cenas marcantes, nem um final memorável e nada acrescenta para a mitologia de Merlin. É um Harry Potter da vida (CHUPEM FÃS DE HARRY POTTER!), sendo que é bem melhor que Harry Potter.

PS.: A cena inspirada em Fantasia, filme clássico da Disney, na parte de Mickey Mouse é legalzinha e só. Deve chamar a atenção de quem não conhece Fantasia, mas não tem a mesma magia.

Não tem magia. Trocadilho excelente para este filme.

Nota 5 para O Aprendiz de Feiticeiro.

Presunto
Presunto

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Aprendiz de Cinema.

Por Akanadin.

Dia das Crianças – Liga da Justiça Crianças

Dia das Crianças – Liga da Justiça Crianças.

A Liga da Justiça também foi submetida ao Efeito Babies.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Kids League.

Por Porco-Aranha.

Na Teia do Porco-Aranha – Efeito “Babies”

Na Teia do Porco-Aranha – Efeito “Babies”.

OMG! Há quanto tempo eu não faço mais esse quadro. Eu voltei pessoal! Eu sou o Porco-Aranha!

 

Baby Spider-Pig
Baby Spider-Pig

 

Porquinho Aranha!

Quem está hoje, aqui e agora Na Teia do Porco-Aranha é o que eu denominei como:”Efeito Babies”.

O Efeito Babies em poucas palavras é a arte de tornar alguma coisa infantil. Mais precisamente converter alguma coisa adulta em criança. Não necessariamente algo adulto, mas sim tornar algo mais jovem, criar uma versão criança de um personagem, uma série, um filme, uma história.

Vou dar exemplos:

-Flinstones nos Anos Dourados.

-O Pequeno Scooby-Doo.

-Muppets Babies.

-Tiny Toons.

-Watchmen Babies. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

-Babies Looney Toones. Maldita Warner!

A Warner é mestre em fazer o Efeito Babies. A maioria dos meus exemplos são da Warner.

O Efeito Babies não se resume em criar uma versão infantil independente. O Efeito Babies pode ser usado dentro de um contexto como quando um adulto se torna criança como na Liga da Justiça ou mesmo o Didi em seu filme estúpido.

O Efeito Babies também pode surgir quando se acrescenta uma criança ou bebê em uma trama para aliviar a tensão ou mudar o foco. Enfim, está bem claro o que é o Efeito Babies.

Qual o propósito do Efeito Babies: Money! Money Money Money! Money! O Efeito Baibes sempre é rentável. Nesse novo milênio ele tem sido bem menos usado, porém vemos que o Efeito Babies ganhou nova forma e padrão. Agora, ele ataque mais covardemente.

Nas imagens abaixo vemos o Efeito Babies muito mais terrível nesse século do que o outro:

Como podem ver, o Efeito Babies ataca sem piedade nesse novo século. As coisas não só já se tornam infantis antes de estrearem, mas o Efeito Babies agora criou uma versão infantil, tosca, forçada da vida.

Veja Efeito Gay que está junto em grande parte do Efeito Babies desse milênio.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Efeito Babies.

Por Porco-Aranha.

Feliz Dia das Crianças – Todos somos crianças com brinquedos mais posers

Feliz Dia das Crianças – Todos somos crianças com brinquedos mais posers

Não deixemos a criança dentro de nós morrer. Afinal, somos todos crianças por dentro, não é?

Eu não fiz um post sobre o Dia dos Pais nem ano passado e nem esse ano. Trollei nossos pais. XD

O Dia das Crianças eu vou fazer um especial aqui no blog. Farei vários posts em homenagem ao Dia das Crianças. Será um um especial infantil nerd. Farei tops, haverá Na Teia do Porco-Aranha especiais, será  bem legal.

Oficialmente, o eu sou um blogueiro troll a dois anos da minha vida, mas o Bignada Quasar existe a pouco mais de um ano, então meu blog é uma criança. Um bebê. Por isso, o Dia das Crianças será bem focado.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Dia das Crianças.

Por Akanadin.

Pokemon – O Caterpie treinado por Chuck Norris

Pokemon – O Caterpie treinado por Chuck Norris.

Tow meio sem material para postar aqui no Bignada Quasar, então vou improvisar. Abaixo, segue o Caterpie do Chuck Norris.

O Caterpie de Chuck Norris
O Caterpie de Chuck Norris

Sem nada pra postar, estou fazendo número. Mas é legalzinho. Peguei esse GIF no desciclopédia. Só podia né? Xd

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Norris Tamer.

Por Akanadin.

Crítica: Caso 39 (Case 39)

Crítica: Caso 39 (Case 39).

Case 39
Case 39

Assisti Sábado passado filme.  É um filme de terror até normal de demais para mim que sou bem ligado nesse ramo e cinema. O filme é bem no estilo de “O Chamado” ou “O Grito”, apesar do não ser japonês, tem todo aquele esquema de tensão e misticismo.

Não vou me alongar muito. O filme é bem normalzinho até. Vá assistir esperando algo como “A Orfã” e você não vai se decepcionar. Esse filme conta a ex-gordinha atriz de “O Diário de Bridgt Jones”, não liga para a escrita e uma atriz mirim que manda bem até. Ela convence em seu personagem.

A parte mais assustadora/tensa/forte/legal/maneira do filme envolve alguns seres pequeninos fazendo e saindo de lugares nada bonitos. Perdão pelo spoiler, as vezes não dá pra evitar. Essa cena é a mais fodástica do filme, mas tipo… É bem fácil notar um certo CGI, personagem fundamental de tantos filmes de Hollywood. O filme pode ser chamado de tenso, a clássica formula de paranóia usada em tantos filmes de terror.

Nota 7 para Caso 39.

Nota 7=Salsicha
Nota 7=Salsicha

Filme legalzinho.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Caso Salsicha.

Por Akanadin.