LIMITECAST #7: She-Ra e as Princesas do Power of Love

Está no ar o Limitecast! She-Ra!

Limitecast #7 - She-Ra Season 5

Limitecast #7 – She-Ra and the Princesses of Power of Love

Podcast DE GRAYSKULL – Download. Continuar a ler

Crítica: This is It

Chegou o momento. Depois de meses que escrevi um post chamado This isn´t metendo o pau no Michael Jackson, agora eu vou fazer a crítica do filme, onde também meterei o pau nele.

“UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUI” Michael Jackson sobre este post.

Senhoras e Senhores… This is It.

This Is It

This Is It

Senta que lá vem história.

Vamos voltar a um tempo atrás, há cera de 10 anos atrás. A carreira de Michael Jackson chegava ao seu fim. Após várias baixas vendas que somente aumentava sua diminuição e chegou ao poço. “Oh my God, Michael Jackson Suckes, OMG”. A popularidade deste indivíduo, deste Rei, começou sua grande queda.

Não me levem a mal, eu considero o cara como o Rei do Pop. Embora, eu ache Elvis mais importante, mas ignore. 🙂

Então, onde eu estava? Ah sim. A popularidade deste sujeito começou a despencar. Isso eclodiu também de um fato: As INFINITAS cirurgias de de pele do Rei do Pop passaram de polêmica para ridículo e depois repugnante.

Desde aquela época, Michael não fez mais nenhum show, foi acusado de pedofilia, criou uma dívida financeira astronômica, perdeu toda a popularidade, perdeu todo o prestígio, perdeu a pele, perdeu o respeito, perdeu a fama, o cara foi ao fundo poço. Durante 10 anos, centenas de paródias sobre pedofilia em filmes e programas. Nenhuma música nova. Podemos parar por aqui. Michael Jackson morreu muitos anos antes de falecer. Ele já estava morto por dentro, o que existia era uma concha branca criada pela ciência moderna para transformar um cara negro em um cara branco. Não adiantou de nada. Se antes ele era um cara negro que sofria preconceito, ele se tornou um monstro pálido horrendo que sofria de tudo.

Então, BOOM. Michael Jackson anuncia que irá fazer mais 50 shows se não me engano, de uma maneira inovadora e a frente da época. Seria seu último esplendor, seu último grito de esperança para redenção. Seria sua última turnê com o objetivo de recuperar o dinheiro que deve e a fama que perdeu. Todo mundo viu e ninguém ligou.

Tempo depois, BOOM. Michael Jackson morre. Uma linha de silêncio:

………………………………………………………………………………………………

Os maiores gênios somente tiveram seu trabalho reconhecido depois da morte e com Michael rolou isso. A pedofilia foi desmentida, a aberração epidermial foi perdoada, as dívidas iriam ser pagas e a popularidade voltou… Por alguns meses.

Michael Jackson encontrou a salvação com sua falência. Era certeza minha que ele não conseguiria realizar estes 50 shows. Era humanamente impossível, mas ele achou que conseguia e tacou remédios em seu corpo. Drogas, o fim de milhares de pessoas.

Essa foi a história do fim de Michael Jackson. Era preciso falar disso neste post. Agora temos… Este filme.

Mj - This is It

Mj - This is It

O que falar deste filme. O que falar deste que se tornou o último show do Rei?

O que falar deste lixo! O que falar desta falta de respeito!

Eu achei uma tremenda pilantragem o que esse filme representa. “Michael morreu, OMG!”, “Temos que lucrar”. Então temos esse dejeto que nada mais é do que os ensaios de Michael Jackson para sua última turnê. Neste filme vemos em primeira mão como seria o show. Que grande perda de tempo. Somente uma pessoa que é realmente um fã dele pode gostar deste filme, olha que somente alguém que é fã mesmo! É horrível.

O filme é um saco. Nem é um filme, para falar a verdade. É um grande exercício de 2 horas de nada. Nós vemos Michael Jackson cantando e falando com vários dançarinos e músicos posers. Seria mil vezes mais útil fazer um documentário sobre 5 anos da vida do cantor do que fazer esse retalho dos ensaios do Rei. Nem Rei ele era mais, perdeu a majestade. Como alguém falou ano passado quando assistiu a esse filme, ele morreu mais o cérebro já tinha ido pro saco há muito tempo. Ele era só uma concha sem vida.

Eu achei uma perda de tempo sem igual este filme. Não alterou, adicionou, mudou nada na minha vida. É só um videoclipe caseiro extendido.

Michael Jackson - King of Pop - This is It

Michael Jackson - King of Pop - This is It

Filme caça níquel. Feito para lucrar com a morte de Jackson. Filme somente possível com a falência, mas ele não iria conseguir realizar seu objetivo. Eu sou meio frio quando falo do cara, mas reconheço que ele foi épico. Uma lenda. Descanse em paz, pois Deus salvou sua alma dos chacais da Terra.

Nota Zero para este filme que representa tudo de ruim que aconteceu o cantor nos últimos tempos.

Nota 0 = Merda de Porco

Nota 0 = Merda de Porco

Além de ruim, o filme é chatos pacas. Somente o que salva é o últimos segundos que foi a único homenagem mesmo.

Quem eu ofendo com esse post, peço solenes desculpas. Esse é minha opinião.

Esse This is It não vale nada. Façam outra homenagem ao Rei.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Rei.

Por Akanadin.

Mortal Kombat versus Dragon Ball Z, WWF Wrestlemania, Street Fighter, Indiana Jones, Super Mario, Top Gear e o Resto do Mundo. Diversão Total!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

Sinceramente, é um dos vídeos mais engraçados de todos os tempos do youtube. Vale muito a pena. 250%. Muito fodz do começo ao fim.

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é MK Vs. All.

Por Akanadin.

Little Holy Shit: Macaulay Culkin seria o pai biológico de um filho de Michael Jackson

Macaulay Culkin teria doado esperma para gerar Blanket

Macaulay Culkin teria doado esperma para gerar Blanket

O ator Macaulay Culkin, 29 anos, teria doado seu esperma para gerar o filho mais novo de Michael Jackson, Blanket, em uma barriga de aluguel, informa o site do jornalThe Sun nessa segunda-feira (31).

Uma pessoa próxima confirmou que o doador do esperma que gerou o menino foi um “ator muito conhecido de Hollywood”. E por causa da proximidade de Culkin e Jackson os rumores de que o ator seria o pai biológico de Blanket aumentaram ainda mais.

“Tantos nomes foram citados, mas neste ninguém pensou. Os dois eram melhores amigos. Michael o idolatrava e, por isso, pediu para que fizesse a doação”, disse a fonte.

“No fundo, acho que ele sempre quis que Mack fosse seu filho. Criar Blanket foi uma forma de realizar isso”, acrescentou.

Macaulay Culkin e Michael Jackson se tornaram amigos depois que o ator estrelou o arrasa-quarteirãoEsqueceram de Mim (1990). Culkin ainda participou do vídeo Black or White (1991), de Jackson, e era visitante frequente do rancho Neverland. O ator ainda foi testemunha de defesa de Jackson durante o julgamento por abuso sexual infantil em 2005.

Fonte:

http://diversao.terra.com.br/gente/michaeljackson/noticias/0,,OI3949812-EI14032,00-Macaulay+Culkin+seria+o+pai+biologico+de+um+filho+de+Michael+Jackson.html

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Até que faz sentido. Acho que de tanto ele molestar sua genital em suas danças exóticas, ele destruiu tudo que havia vivo em seus testículos. Michael Jackson nunca abusou de nenhuma criança, pois ele já abusou demais de seu próprio pênis para conseguir abusar quem quer que fosse. 🙂

Bignadaquasar, onde nada é cósmico e nada é Holy Shit.

Por Akanadin.